Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 11 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2017
mrv

Sistema Municipal prevê organização de projetos culturais de Suzano

16 JUL 2015 - 08h01

O Sistema Municipal de Cultura de Suzano, debatido ontem, prevê a organização de órgãos culturais de Suzano. A audiência pública foi realizada na Câmara de Suzano. O encontro entre o Conselho Municipal de Cultura e a população foi tumultuado e suspenso às 17h20, após diversos debates inconclusivos.

Além disso, o documento explica o funcionamento do atual conselho do setor e do Fundo Municipal, que tem por objetivo financiar as políticas públicas culturais por meio de recursos disponibilizados pela União ou Estado.

De acordo com a prévia da minuta de lei, que prevê a criação do Sistema de Cultura suzanense, o objetivo é formular e implantar políticas públicas de cultura, democráticas e permanentes, pactuadas com a sociedade civil e os demais entes de federação.

A audiência teve início às 14 horas, porém, alguns itens não foram debatidos. Isso porque, logo no início, houve debate entre o vereador Walmir Pinto (PT) e o presidente do conselho, Pedro Gomes dos Santos, o Peter Gomes. A falta de participação do público na audiência foi o item mais questionado. A reunião tinha por objetivo debater a minuta do projeto de lei e fazer as alterações necessárias para que, em seguida, ela seja enviada à Prefeitura para apreciação e, depois encaminhada à Casa de Leis para nova análise, possíveis alterações e aprovação.

Entre os temas mais debatidos na audiência estava a redação da minuta, que, segundo alguns conselheiros e membros da população, precisam ser alterada. Outros questionamentos a forma como o Fundo Municipal vai funcionar e equipamentos que deverão ser beneficiados pelos recursos arrecadados também entraram em pauta.

Segundo o presidente do conselho, na próxima quarta-feira será realizada uma reunião ordinária com os conselheiros para debater a data de um novo encontro. Sobre o debate com o vereador, ele frisa que a oposição não quer que o Sistema de Cultura seja formalizado.

Walmir disse que, para ele, a audiência poderia ter sido melhor organizada. "É preciso organizar e estipular tempo para que cada um fale", defende.

A atriz Amabile Luz Rodrigues contesta a falta de direito de voz para a população. "Os artistas não querem barrar o sistema”, afirmou. “Falta respeito do presidente do conselho em relação aos artistas", frisa.

Amabile destaca também que a população pedirá a revisão dos últimos itens votados. Isso porque eles foram debatidos de forma tumultuada.

O Sistema Municipal de Cultura prevê ainda a mudança do nome do Conselho Municipal de Cultura para Conselho Municipal de Políticas Culturais, termo já aprovado durante a audiência.

Também participou da reunião o assessor do Ministério da Cultura em São Paulo, Henry Durante.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias