Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 20 de novembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/11/2018
PMMC NOVEMBRO AZUL
MRV - ATÉ O SEU MADRUGA VAI SAIR DO ALUGUEL
Costa Rica

Suzanenses aprovam redução de assessores parlamentes na Câmara

Casa de Leis disponibilizava cinco assessores para cada gabinete, com a redução, cada vereador passa a ter 4 profissionais

Por Aline Moreira - de Suzano09 NOV 2018 - 23h58
Câmara: Suzanenses aprovam redução de assessores parlamentaresFoto: Sabrina Silva/Divulgação
A maioria dos suzanenses ouvidos pelo DS ontem aprova a decisão da Câmara de Suzano de dispensar 19 assessores parlamentares. 
 
A Casa de Leis disponibilizava cinco assessores para cada gabinete, com a redução, cada vereador passa a ter quatro profissionais. 
 
De forma unânime, todos aprovaram a decisão da Câmara, porém, muitos ainda não concordam com a quantidade de assessores que permanece. "Quatro ainda é bastante né? Acho que deveria reduzir para dois. Acredito que essa quantidade seria suficiente para atender as demandas da Câmara, mais que isso fica sobrando, aumentando as contas", conta o cobrador de ônibus Jairo Lopes, de 45 anos. 
 
Com a diminuição de funcionários, a folha de pagamento anual passa a ter uma redução de R$ 942 mil. O dinheiro será utilizado para contratar 18 novas pessoas aprovadas no último concurso público do Legislativo. 
Alguns munícipes, porém, acreditam que o dinheiro deve ser revertido para outros fins na cidade. Para isso acontecer, a Câmara teria que doar o dinheiro para o Executivo. "Seria muito bom se esse dinheiro, que ficaria sobrando caso não empregassem ninguém, fosse usado para melhorar as coisas em Suzano. Poderia investir na área de lazer e esporte, que acho bem precária", conta o vendedor Antônio Silva, de 35 anos.
 
Sobre o número de assessores que ficaram na Câmara, Silva acredita que a quantidade depende da demanda de trabalho. "Não tem como dizer se quatro assessores serão suficientes ou não. A quantidade tem que ser de acordo com a demanda, se eles tiverem bastante trabalho, são válidos os quatro". 
 
Para o motorista Jeferson de Jesus, de 36 anos, a redução de assessores é um gasto a menos. Ele apoia a decisão do legislativo. "Até que enfim fizeram algo positivo. Algumas pessoas que estão lá dentro estão sobrando. Não acho que deveria ser contratados mais funcionários, o dinheiro deveria ser revertido para a população, principalmente na área de saúde", opina. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias