Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 21 de Outubro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/10/2017
mrv

Suzano fecha 2º quadrimestre com superávit e reduz dívida para R$ 112 milhões

Receita na cidade foi de cerca de R$ 442,674 milhões e as despesas contabilizaram R$ 353,266 milhões

Por Marília Campos - De Suzano28 SET 2017 - 09h11
Secretário apresentou situação financeira da cidadeFoto: Ricardo Bittner/Câmara de Suzano
A Secretaria de Planejamento e Finanças apresentou na quarta-feira (27), em audiência pública na Câmara, as metas fiscais do segundo quadrimestre deste ano. O período fechou com um balanço positivo de R$ 89,408 milhões. Sendo que a receita na cidade foi de cerca de R$ 442,674 milhões e as despesas contabilizaram R$ 353,266 milhões.

A administração municipal informou também que quitou R$ 60 milhões da conta deixada pela gestão anterior, avaliada em R$ 172 milhões. Hoje o déficit está em R$ 112 milhões. Uma queda de 34,88%. Os apontamentos foram apresentados à Comissão Permanente de Finanças e Orçamentos.

De acordo com o chefe da pasta, Itamar Corrêa Viana, 68,1% das receitas correntes do município já foi atingido ao longo dos meses de gestão. "A previsão de alcançar a meta (ainda este ano) é totalmente possível", afirmou. O valor previsto é de R$ 639,9 milhões. O período também arrecadou R$ 51,9 milhões em IPTU, o que representa 72,7% do esperado. "Geralmente, a inadimplência em Suzano era de 35% e hoje essa taxa caiu. Temos um pagamento muito a cima da participação normal registrada".

O repasse do Imposto Sobre Serviço (ISS) à cidade também chega a quase 70% do previsto inicial, de R$ 44 milhões. Já o Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) arrecadou apenas 50% do esperado. "Isso é reflexo do mercado imobiliário pouco aquecido. Passamos oito meses e só conseguimos a metade. Acho pouco possível recuperar mais 50% em quatro meses", disse Viana. Outro orçamento abaixo da média é o de receitas capitais, que diz respeito aos recursos pontuais recebidos por emendas, com apenas 19,5% do esperado. "Este resultado segue as condições do país, que também não conseguiu honrar com várias propostas levantadas". Já as Transferências Intergovernamentais, que representam entre outros aspectos o Refis federal aplicado às empresas e repassados ao município, contribuiu para o montante de R$ 269,4 milhões adquiridos. Durante a audiência, o secretário também pontuou a atualização do pagamento de dívidas do município. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias