Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 16 de dezembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 15/12/2018
MRV DEZEMBRO - 13º EM DOBRO
Opção de lazer

Suzano entrega documentação para ‘provar’ que pode ser turística

Assembleia Legislativa faz análise da documentação por meio de uma comissão. Algumas adequações foram apontadas

Por Aline Moreira - de Suzano10 AGO 2018 - 00h01
Templo Budista é uma das atrações turísticas de Suzano. Cidade entregou documentaçãoFoto: Arquivo/DS
Suzano ainda continua com a candidatura de Município de Interesse Turístico (MIT) em análise na Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp). De acordo com a Diretoria de Turismo, setor vinculado à Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico e Geração de Emprego, a demora na análise dos documentos pode indicar um bom sinal, pois os municípios que não atendem aos requisitos da comissão analisadora têm a documentação devolvida, o que não aconteceu com Suzano.
 
Documentos
 
"Todos os documentos necessários já foram entregues na Assembléia e os mesmos estão em análise por uma comissão. Algumas adequações na documentação foram apontadas e as providências já foram tomadas. Agora o município aguarda o parecer final desta comissão. Como houve o recesso de julho, é possível que o trâmite tenha ficado parado nesse período", argumenta a diretoria. 
 
Infraestrutura
 
O setor salienta mais uma vez que o município disponibiliza toda a infraestrutura para receber turistas, como hospedagem, pousadas, restaurantes, comércio, etc. "É o chamado "trade turístico", um critério importante para ser classificado como MIT. Sendo um MIT, Suzano passa a receber recursos anuais que devem ser investidos no setor, fomentando o turismo na cidade e, com isso, gerando empregos e a manutenção de empresas", aponta. 
 
Além disso, o recurso pode ser usado para a melhoria da sinalização dos pontos turísticos que existentes, melhoria da infraestrutura ou eventos que fomentem a área de turismo no município. "Esse recurso, aquece o setor, gera recursos e aumenta o consumo na própria cidade, o que contribui para a manutenção destas empresas que geram empregos e arrecadação em Suzano, eventualmente atraindo novos investimentos", garante a diretoria. 
 
A verba que Suzano pode receber em razão desta certificação poderá ser utilizada apenas através de projetos aprovados tanto pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur) quanto pela Câmara de Vereadores. 
 
Em abril deste ano, a Alesp aprovou o projeto de lei que classificou 46 cidades do Estado como MITs; nenhuma dessas cidades era do Alto Tietê. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias