Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 11 de julho de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/07/2020
PMMC VACINAÇÃO
PMMC REALIZAÇOES JULHO
Coronavírus

Suzano esclarece que pode utilizar até R$ 5,2 milhões no combate ao Covid-19, mas gasto é de R$ 2,3 milhões

Segundo a Prefeitura, o valor apresentado de R$ 5.239.033,80, na verdade, é o valor de empenho total

Por De Suzano26 MAI 2020 - 10h17
Suzano construiu Hospital de CampanhaFoto: Irineu Júnior/Secop Suzano

A Prefeitura de Suzano esclareceu na manhã desta terça-feira (26) que “não é a cidade que mais gastou durante a pandemia do novo coronavírus (Covid-19)”.

Segundo a administração, o investimento com o Hospital de Quarentena até o momento foi de R$ 2.348.912,45, tendo, inclusive, o valor de R$ 815 mil destinado aos materiais e equipamentos permanentes, ou seja, que ficarão para a Saúde suzanense após o período de pandemia.

 

Segundo a Prefeitura, o valor apresentado de R$ 5.239.033,80, na verdade, é o valor de empenho total que pode ser utilizado no Hospital de Quarentena, que vem operando desde 30 de abril de 2020 – o primeiro a funcionar na região. Ou seja é valor previsto e não gasto.

O DS trouxe reportagem mostrando que valores empenhados de todas as prefeituras no combate ao Covid-19 com base no Portal da Transparência.

“É importante destacar ainda que os gastos por medição, que constam na cláusula 3, no item 3.5, são validados por um grupo gestor da Secretaria Municipal de Saúde. Todas essas informações estão no ‘Termo de Contrato de Gestão emergencial N° 078/2020’, também disponível no Portal da Transparência”, explicou a Prefeitura.

 

“Desta forma, fica claro que Suzano não é o município que mais gastou nesse período de pandemia. Por fim, vale reforçar que Suzano vem trabalhando diariamente para minimizar os impactos do coronavírus na cidade, com o objetivo de preservar vidas”, informou.

Segundo a Prefeitura, o município conta com o serviço de Telemedicina, um trabalho pioneiro no Estado de São Paulo que já realizou o atendimento de mais de mil pessoas. “Além disso, a cidade adquiriu 10 novos respiradores para deixar à disposição das pessoas diagnosticadas com o novo coronavírus (Covid-19) e que já estão em funcionamento. Também foi realizada a higienização dos prédios da saúde, desde as Unidades Básicas de Saúde até o Pronto Socorro Municipal”.

 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias