Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 14 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 11/10/2019
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
Secom Segurança
Villa Europa
Poluição Sonora

Suzano fiscaliza som alto e fecha 17 comércios por perturbação do sossego

Em 2018, nenhum estabelecimento foi fechado. Número de multas já supera o do ano passado. Informações são da Prefeitura de Suzano

Por Daniel Marques - de Suzano16 JUN 2019 - 09h00
Fiscalização foi feita pela Guarda Civil MunicipalFoto: Wanderley Costa-Secop
Fiscalização da Guarda Civil Municipal (GCM) de Suzano resultou no fechamento de 17 estabelecimentos comerciais da cidade por casos de “perturbação do sossego”, somente no período de janeiro a maio de 2019. 
Para efeito de comparação, o ano inteiro de 2018 não teve nenhum estabelecimento fechado.
 
O número de multas aplicadas contra donos de estabelecimentos “barulhentos” na cidade é de 13, só nos cinco primeiros meses de 2019. No ano passado inteiro, apenas dez multas foram aplicadas.
Já o número de advertências aplicadas em estabelecimentos e residências em 2019 foram 6, o mesmo número registrado no ano passado inteiro. Três pessoas foram punidas pela lei e repetiram a infração. Elas entraram na lista de reincidentes.
Atendimentos e denúncias
 
Em 2019, a GCM realizou 589 atendimentos, sendo que 232 foram originados de denúncias por excesso de barulho. 
O número de atendimentos feitos em 2018 foi de 806, sendo 386 denúncias. 
Em apenas cinco meses, o número de denúncias e de atendimentos realizados pela GCM por perturbação de sossego já supera a metade do número do ano passado.
 
Exaustor no Senai
 
O DS recebeu reclamações referentes ao barulho de um exaustor na unidade do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Suzano, que estaria perturbando o sossego de moradores vizinhos a escola. Segundo um residente, que prefere não se identificar, o barulho é insuportável e foi comparado com o de uma “turbina de avião”.
“Meu condomínio tem duas torres, que formam uma espécie de ‘túnel’ e que amplifica o barulho. O som começa às 7 horas da manhã e fica até 22 horas. Eu trabalho viajando, mas sempre que estou em casa não tenho paz”, disse o rapaz.
 
Resposta da unidade
 
De acordo com o presidente da unidade de Suzano, Itamar Cruz, trata-se do som do exaustor de uma das oficinas. 
O presidente afirma que recebeu reclamações de moradores e que a Guarda Civil Municipal (GCM) foi chamada há cerca de dez dias. 
A equipe da GCM, então, fez a medição do barulho e constatou que estava dentro dos parâmetros legais.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias