Envie seu vídeo(11) 4745-6900
domingo 28 de fevereiro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/02/2021
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
CENTRO MÉDICO
Cidades

Suzano inicia processo licitatório para reforma de muro do Cemitério São João Batista

Secretaria de Administração informou que a equipe de engenharia da prefeitura está concluindo o estudo e o projeto para realização do serviço

Por Thiago Caetano - de Suzano26 JAN 2021 - 15h10
Suzano inicia processo licitatório para reforma de muro do Cemitério São João BatistaFoto: Isabela Oliveira\DS
A Prefeitura de Suzano deu início a um processo licitatório para reformar o muro do Cemitério São João Batista, o cemitério do Raffo. Após fiscalização da Defesa Civil, o órgão demoliu parte do muro lateral da necrópole, na Avenida Brasiliana, no Parque Alvorada, por causa do risco de desabamento, e instalou uma cerca sinalizadora no local.
 
A Secretaria de Administração informou que a equipe de engenharia da prefeitura está concluindo o estudo e o projeto para realização do serviço. O projeto também indica a construção de uma nova sede administrativa do cemitério.
 
O DS foi até o local e também constatou que a calçada está tomada pelo mato. Com relação a isso, a secretaria disse que os serviços de limpeza e roçagem estão em andamento, ação que é realizada todos os dias dentro do cemitério. 
 
Opinião
 
Quem vive ao redor do cemitério pede por mudanças. É o caso do aposentado Adão Magalhães, morador da Avenida Brasiliana. Ele também pede para que a calçada seja ampliada. “É muito importante fazer um reparo, antes que caia em cima de alguém. O muro está ameaçando cair. Além do mais, não tem calçada. Deveria derrubar tudo e fazer uma calçada mais longa”, disse.
É o que pensa o jovem Caíque Zeferino. Para ele, o local não apresenta segurança. “Ele está torto faz tempo. Com certeza seria importante fazer um reparo aqui. É muito perigoso”.
 
Na visão de Maria Pimentel da Silva, o local está muito aberto e fácil para alguém invadir. “Deveriam corrigir esse problema. Muito gente importante sepultada aí, muito túmulo caro. O lugar está aberto”. Para Ligia Menezes, o muro é muito baixo e não apresenta uma boa estrutura. Na sua opinião, as providências deveriam ser tomadas antes. “Talvez se fosse um pouco mais alto seria melhor. Faz tempo que deveria ser feito essa mudança, mas até agora não fizeram nada”, opinou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias