Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 23 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS

Suzano mantém liderança com 1.683 empregos gerados em 7 meses, aponta Caged

Município é o maior gerador de empregos do Alto Tietê, em comparação as demais nove cidades da região

Por Marcus Pontes - de Suzano26 AGO 2019 - 22h35
Suzano é a cidade em que mais empregos foram gerados na regiãoFoto: Divulgação
Nos últimos sete meses, Suzano foi a responsável pela maior geração de empregos formais do Alto Tietê. Foram 1.683 empregos diretos com carteira assinada. Na segunda colocação está Poá, totalizando 1.127. As informações são de balanços do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados este ano pelo Ministério da Economia. 
 
Levantamento realizado pelo DS, com base nos dados do Caged de janeiro a julho, apontam que o município teve um cenário animador ante à situação econômica do país, em que 12,8 milhões de pessoas se encontram desempregadas, de acordo com informações do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 
 
 
O único mês no qual a cidade registrou um dado negativo foi janeiro, quando 27 empregos formais foram extintos na cidade. Em contrapartida, Suzano iniciou fevereiro com a geração de 304 vagas diretas com carteira assinada. Março computou 311 novas oportunidades, abril 569, maio 115, junho 70 e, no mês passado, a região fechou julho com a geração de 341 empregos com carteira assinada.
 
COMPARATIVO
 
Para se ter ideia, em comparação à segunda colocada da atual lista de cidades em que mais empregos formais foram gerados na região, Suzano está 49,33% à frente de Poá. O município poaense, que tem cerca de 115,4 mil habitantes, gerou 1.127 vagas diretas com carteira assinada nos últimos sete meses, segundo dados do Caged.
 
POÁ
 
Em Poá, o cenário foi quase o mesmo de Suzano. Seis meses foram representados pela geração de vagas diretas, enquanto apenas abril fechou 52 empregos formais.
 
O município registrou o seguinte resultado: janeiro teve a criação de 131 vagas; fevereiro 272; março 44; maio - mês recorde - criou 572 empregos formais; junho terminou com a geração de 32 vagas; e, em julho, o município computou a criação de 128 empregos formais.
 
A lista de cidades geradoras é composta por Arujá (382); Itaquaquecetuba (356); Guararema (94); e Salesópolis (9). Já as demais cidades foram marcadas apenas pela extinção de vagas. 
É o caso de Mogi das Cruzes, que fechou 1.372 vagas de empregos; Ferraz de Vasconcelos extinguiu 91; Santa Isabel perdeu 86; e Biritiba Mirim encerrou 5 empregos com carteira assinada.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias