Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 22 de setembro de 2018

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2018
PMMC SETEMBRO - ENTRE
MRV AGOSTO - SÁLVIA
PMMC - SETEMBRO FOOD TRUCK SOLIDÁRIO

Suzano multa 17 caminhoneiros por trafegar no túnel do Maitê

Moradores reclamam da situação do túnel e contam que mesmo com a proibição, caminhões continuam pelo local

Por Aline Moreira - De Suzano13 JUL 2018 - 22h40
Infraestrutura do Túnel do Maitê preocupaFoto: Maurício Sumiya/Divulgação
A Secretaria de Transporte e Mobilidade Urbana multou 17 caminhoneiros neste ano por desrespeitarem a sinalização de proibição de passagem no túnel do Maitê, localizado entre o Jardim Maitê e Jardim Luela. 
“As autuações são de acordo com as solicitações da comunidade. A sinalização na região tem servido para coibir o número de infrações no local”, garante a pasta. 
 
Em janeiro de 2018, a Secretaria de Transporte, realizou vistoria no local e conversou com representantes dos bairros para implantar as medidas necessárias de sinalização e prevenção. “Novas ações para revitalização complementar são aguardadas ao local”, adianta. 
 
Como forma de sinalização, um novo semáforo foi implantado nos dois pontos do túnel e novas placas de proibição também foram colocadas. 
 
De acordo com os residentes do Jardim Maitê e Jardim Luela, os avisos de proibição (placas) e as ‘travas’ colocadas anteriormente para impedir a passagem de veículos pesados, não inibe o tráfego de caminhões pelo túnel de ligação dos bairros. 
 
Além da reclamação geral pelo trânsito, a situação estrutural do túnel também preocupa os moradores. Vazamentos de água e esgoto, sujeira, queda constante do gradil, falta de iluminação, buracos, rachaduras e falta de segurança são problemas constantes do local. 
 
A reportagem do DS esteve no local para verificar a situação e constatou que uma das ‘travas’ foi retirada, permanecendo somente a do lado do Jardim Luela. Vale salientar que o dispositivo limita a altura do túnel para 2,8 metros. 
 
Opinião
O motorista e morador do bairro, Luciano Fernandes, de 41 anos, conta que vê com frequência caminhões, carregados de areia e materiais de construção civil, transitando no local. “Eles passam direto por aqui. Muitos não respeitam as placas e sinalizações, utilizam o local como atalho. Mas o problema maior é a situação que está o túnel, por conta do peso dos caminhões. Essa via é somente para pedestres e carros de passeios, mas infelizmente não tem respeito por parte dos caminhoneiros”, diz. 
 
O comerciante Genilson Alves , de 49 anos, possui um pequeno mercado em frente ao túnel (lado do Jardim Luela). Ele conta que já não vê caminhões grandes pelo local por causa das ‘travas’, mas que pequenos caminhões andam livremente pelo acesso. “Essas travas ajudaram bastante, mas ainda tem motorista desrespeitando as sinalizações. 

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias