Envie seu vídeo(11) 4745-6900
quinta 26 de maio de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/05/2022
CAMPANHA INSTITUCIONAL 2022 - PI 49989 TOPO
COVID CENTRO MÉDICO

Suzano realiza mais de 100 mil atendimentos e fila de espera cai para 27 mil

Por Lucas Lima - de Suzano14 MAI 2022 - 22h30
UBSs tem expectativa de avançar com exames e consultasFoto: Wanderley Costa/Secop Suzano
A Secretaria Municipal de Saúde de Suzano diminuiu de 127 mil atendimentos médicos, que estavam na fila de espera, para aproximadamente 27 mil atendimentos. Os dados foram divulgados pelo secretário da pasta, Pedro Ishi, durante participação no programa DS Entrevista. Ele ainda ressaltou que o município intensificou projetos para acabar com os procedimentos represados.
 
De acordo com Pedro Ishi, Suzano registrava 127 mil procedimentos na fila de espera quando o atual governo tomou posse. Depois de 6 anos, o número caiu para 27 mil. “Queremos zerar a fila”, frisa. No entanto, o secretário conta que a pandemia do coronavírus (Covid-19) atrapalhou a secretaria de zerar a fila de espera por atendimento médico em Suzano. Ele afirmou que a cidade ficou dois anos sem realizar qualquer tipo de consulta.
 
“No começo de 2021 já sabíamos que viria um momento de dificuldade devido a segunda onda da pandemia. E tínhamos o desafio de verificar como ficariam as consultas, exames, cirurgias, agendamentos etc. Foram dois anos sem consultas e já sabíamos disso”, explica.
 
Após o avanço da vacinação contra a Covid-19 na cidade, a Secretaria de Saúde intensificou projetos, destinados para mulheres, homens e crianças, para acelerar os atendimentos médicos nas 24 unidades de saúde de Suzano. Entre os citados por Pedro Ishi está o “Expresso Mulher”. Segundo o secretário, todo mês uma equipe vai até as unidades para atender às principais demandas dos pacientes.
 
“Durante a pandemia muitas mulheres não acessaram o serviço de saúde. Vamos todos os meses até as unidades, de todas as regiões, e fazemos aquelas demandas que estão reprimidas. E é assim também nos procedimentos de cirurgia. Tudo para reduzir ao máximo essa fila”, destaca.
 
Além disso, a pasta estuda credenciar clínicas particulares para prestar e auxiliar a Prefeitura neste serviço. “Temos feito estudos dentro da secretaria e calculamos que em um ano podemos reduzir muito essa fila”.
 
Mesmo com as ações da Saúde, Pedro Ishi diz que a pasta enfrenta outro problema relacionado à espera de atendimento médico: faltas em consultas.
 
“Para se ter ideia, na última ação que realizamos do Expresso Mulher, no Jardim Brasil, 40% dos pacientes marcados faltaram. Número muito grande. Caso precise faltar, orientamos o público a comunicar à unidade de atendimento sobre a desistência no procedimento marcado”, afirma.
 
De acordo com o secretário, avisar com antecedência facilita o remanejamento da agenda, dando oportunidade a outros pacientes que esperam ser chamados.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias