Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 25 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/10/2020
PMMC COVID VERDE
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC MULTI 2020
Reisinger Ferreira

Suzano registra 104 novos casos de HIV somados aos 2,8 mil no Alto Tietê

26 JUN 2016 - 08h01

O Serviço de Atendimento Especializado do Centro de Testagem e Aconselhamento (SAE-CTA), de Suzano, que atende portadores do vírus do HIV, recebeu 104 novos pacientes de maio do ano passado até agora.

Hoje, a unidade realiza o acompanhamento de 450 pacientes soropositivos. O SAE acredita que o aumento de pessoas que buscam tratamento é devido às campanhas de conscientização e pessoas de fora do município. Em todo o Alto Tietê existem 2.485 pessoas portadoras da Aids.

Em Suzano, 823 pessoas estão cadastradas no SAE como portadoras do HIV. De acordo com a gerente da unidade, Márcia Mandes, muitas pessoas acabam deixando o tratamento por diversos motivos, como a mudança de endereço. "Aderidas ao tratamento temos 450 pessoas. Já cadastradas são 823. Isso porque muitas pessoas se mudam, foram transferidas de unidade ou abandonaram o tratamento, etc", explicou.

A gerente da unidade explicou que o aumento não é um reflexo de crescimento da contaminação e sim no aumento de conscientização da população. "Quanto mais a gente trabalha a prevenção, quanto mais pessoas fazem o teste, mais casos descobrimos, isso faz com que acabe aumentando muito o índice. Mas o aumento é um resultado do serviço de prevenção", contou Márcia.

De acordo com ela, os novos casos de portadores da doença estão aumento nos jovens na faixa de 20 anos.

"A molecada é a que está mais se contaminando", explicou.

Os grupos considerados de vulnerabilidade para o HIV incluem profissionais do sexo, homossexuais e travestis. "É importante ressaltar que o SAE e qualquer posto de saúde pode fazer a testagem da HIV, Sífilis e Hepatite B e C. São estas as doenças que realizamos o exame, porque elas são silenciosas, a pessoa só vai descobrir quando estão mais avançadas", pontuou.

REGIÃO

Outros municípios tiveram crescimento. Em Poá, há uma média de 250 pacientes soropositivos que realizam o acompanhamento regularmente, porém matriculados até hoje são 460. De 2010 para 2015, foram 189 novos doentes. Só em 2016 são 24.

Os dados foram fornecidos pela Vigilância Epidemiológica de Poá. Em Ferraz de Vasconcelos, de 206 pacientes em 2015 o número subiu para 220 em 2016. Itaquaquecetuba possui 982 portadores e 467 em tratamento.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias