Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 30 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 29/09/2020
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ

Suzano tem a 13ª maior geração de emprego do Estado, aponta Caged

26 MAI 2016 - 08h00

Suzano registrou em abril a 13ª maior geração de empregos com carteira assinada. A cidade criou 351 novas vagas, com a contratação de 1.965 pessoas e a demissão de 1.614. Os ranking foi divulgado ontem pelo Ministério do Trabalho e Emprego, por meio do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados. Em contrapartida do cenário municipal, o Alto Tietê perdeu 321 empregos formais.

Apesar do bom desempenho, a cidade subiu apenas 13 posições em um ano. Isso porque em abril do ano passado, Suzano ocupava a 26ª colocação no ranking estadual, com a criação de 312 novas vagas de emprego. Na ocasião, a cidade havia admitido 2.227 trabalhadores e feito o desligamento de 1.915.

SETOR

A geração de empregos é dividida em oito setores, sendo que cinco apresentaram saldo negativo. Foi a geração de empregos no setor de serviços que impulsionou o cenário positivo da cidade. Isso porque foram criadas 490 novas vagas. Além disso, os serviços industriais de utilidade pública geraram 16 empregos formais.

Entre os setores que registraram desemprego estão o comércio, que teve a maior perda com saldo negativo de 84; seguida da indústria de transformação, que perdeu 43 vagas.

Também tiveram cenário negativo a construção civil (-13), administração pública (-9), agropecuária (-6).

REGIÃO

No Alto Tietê, somente três cidades tiveram saldo positivo. Além de Suzano, Santa Isabel criou 42 novas vagas ficando na 93ª colocação no ranking estadual e Ferraz de Vasconcelos gerou 35 empregos formais, ocupando a 104ª colocação (veja quadro completo acima).

Itaquaquecetuba e Mogi das Cruzes registraram o pior desempenho entre os dez municípios.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias