Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 03 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
ERICA ROMÃO
GOLDSTAR
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
GOLDSTAR

Suzano tem dez mil animais abandonados

14 ABR 2016 - 08h01

Cachorros abandonados e mal cuidados são encontrados em vários bairros de Suzano. De acordo com a Organização Não-Governamental (ONG) Projeto Adote Suzano (PAS), há mais de 10 mil animais abandonados na cidade.

O presidente da ONG PAS, Lisandro Frederico, comentou que o descaso com os cães estão aumentando. A maior parte dos animais não são castrados, o que facilita o aumento do número de cães. "O órgão responsável não quer levar eles, que acabam ficando sem lar. Na ONG conseguimos fazer as adoções, que normalmente resulta em 13 animais adotados a cada fim de semana, totalizando 52 no mês. Infelizmente a demanda é maior do que nós podemos ajudar. Vejo que para coibirmos este problema, precisamos atuar em três vertentes, sendo no controle populacional como esterilizações, adoção de animais e a fiscalização".

A dona de casa e moradora da Vila Ipelândia, Ana Beatriz Ribeiro Caldas, cuida de quatro cães. "Cada dia que passa o número dos cachorros cresce mais. Já tentei buscar alternativas para salvar alguns daqui da região, mas não consegui. O canil da cidade já estava lotado. A conscientização tinha que vir das pessoas também, que deviam cadastrar eles e não jogar na rua. Sei que muitos não têm dinheiro, mas não pode fazer isso".

A balconista Carmen Dias de Castro, residente do mesmo bairro, lamenta o fato dos animais ficarem sem um lar. "Muitos vizinhos já observaram uma mulher trazer os animais. Isso acontece duas ou três vezes por mês. Tudo ocorre há bastante tempo e durante a madrugada. Por conta disso, ficamos com dó e acabamos cuidando. O ruim é que não tem um lar para eles, então depois ficam pela rua", explica.

A funcionária pública Edina Aparecida cuida de alguns cachorros de rua e falou qual pode ser a solução deste problema. "Se as pessoas começarem a fazer o certo, que é castrar, dar remédio necessário, entre outros, os cachorros não vão se procriar e a população não vai precisar abandoná-los por falta de algumas condições dentro das casas".

A Prefeitura informou, por meio de nota, que abriga somente cachorros em casos específicos de agressão. "Todos eles são levados para o Canil Municipal, que atualmente conta com aproximadamente 70 cães. É importante lembrar que a Administração Municipal realiza constantemente mutirões de adoção em parceria com ONG's da cidade e região", explicou. (L.L.)

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias