Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Suzano terá segundo turno; número de eleitores ultrapassa 211,6 mil

22 JUN 2016 - 08h01

O segundo turno das eleições deste ano está confirmado em Suzano. Até maio, a cidade registrava 211.690 eleitores. A resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) indica que as pessoas interessadas em votar no pleito municipal deste ano deveriam regularizar o título eleitoral até 4 de maio. Com os dados atualizados, o número de eleitores cresceu 8,32% em comparação com os dados da última eleição municipal (de maio), quando a cidade tinha 195.439 pessoas aptas a votar. O TSE informou que os números finais do eleitorado deve ser divulgado em julho, porém não deve haver alterações significativas.

Os números apontam que o maior número de novos votantes é o masculino, passando de 93,5 mil a 101 mil. Houve também aumento de mulheres aptas a votar, que passou de 101,2 mil para 110 mil. O perfil em que se concentra o maior número de eleitores aptos está na faixa etária de 45 a 59 anos, com 26,3 mil mulheres e 23,8 mil homens.

Há ainda outros dois grupos que reúnem expressivas contagens de pessoas votantes no pleito deste ano: de 25 a 34 anos, existem 25.162 mulheres e 23.794 homens; e na faixa etária de 35 a 44 anos são 23.506 mulheres e 21.131 homens. Nas eleições de 2012, os perfis de mulheres e homens de 25 a 34 anos era 25.127 e 23.258, respectivamente. E de 35 a 44 anos 21.221 mulheres e 19.640 homens.

Em relação à escolaridade do suzanense apto a votar, o perfil se concentra em três tipos: Ensino Fundamental incompleto, Ensino Médio incompleto e Ensino Médio completo, como são o exemplo do grupo de maior votante 30.185 mulheres (Médio completo) e 28.100 homens (Fundamental incompleto), respectivamente. Todos os dados da pesquisa mostram que as mulheres representam o grupo com o maior interesse, isto já comparando aos números das eleições de 2012.

Segundo o mestre em Direito Político, Olavo Câmara, a situação da política suzanense é instável, já que o atual prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) e a vice-prefeita Viviane Galvão (DEM) demonstram desinteresse em disputar ao pleito. Ele conta que expectativa para o segundo turno é real, pois há muitos candidatos. "No município há uma possibilidade grande de que haja. Mas pode ter certeza, que os votos nulos e brancos serão expressivos. Tudo isso é decorrente a três aspectos; decepção com a política e políticos, fragilidade dos partidos e o desinteresse na política", acrescentou.

Câmara pontuou que a participação massiva do sexo feminino tende a aumentar conforme os anos, porém frisa que elas ainda são minoria nos partidos políticos. "É obrigatório ter 30% de candidatas, mas ainda não acontece. Tudo isso é questão natural do crescimento da população, a participação feminina".

Já para o sociólogo Afonso Pola, o aumento de mulheres eleitoras é decorrente ao fenômeno da violência, que atinge mais o sexo masculino. Além disso, Pola destacou que o aumento do número do eleitorado suzanense foi ao encontro do crescimento populacional no Alto Tietê, que é anualmente é de 2%. "No território brasileiro, como um todo, o eleitorado feminino é maioria, assim variando de cidade para cidade. É importante ressaltar que as eleições municipais têm uma característica peculiar: mobiliza a população local, isto mobilizando mais pessoas", disse.

"Importante frisar que na vida política do País, a mulher não tem uma participação maior, porém tende a aumentar daqui pra frente. Essa participação delas deve ser incentivada e discutida pela sociedade, até porque elas mostram uma visão diferente expondo a sensibilidade social maior", finalizou Pola.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias