Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 20 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Suzansamba busca verba da iniciativa privada, após cancelamento do Carnaval

28 NOV 2015 - 07h00

Após o anúncio do prefeito Paulo Tokuzumi (PSDB) sobre o cancelamento do Carnaval na cidade, o Instituto Suzanense das Agremiações do Samba (Suzansamba) relatou que tentará parcerias com a iniciativa privada para conseguir realizar, ao menos, uma festa mais simples. As informações foram divulgadas ontem pelo presidente da liga das escolas de samba, Carlos Alberto de Almeida.

"Apesar da fase em que o País enfrenta, minha intenção é dar continuidade na captura de recurso com a iniciativa privada. Vamos lutar para que, pelo menos, consigamos fazer algum evento no dia de Carnaval e darmos assim uma festa para o povo de Suzano. Não podemos deixar que essa data caia no esquecimento", disse.

Almeida explicou ainda que há algum tempo, a instituição vem buscando alternativas para que a realização do Carnaval não dependa somente da Prefeitura. Além de verbas da iniciativa privada, a Suzansamba também tem buscado autorização para captação de recursos por meio da Lei Rouanet, de incentivo à Cultura.

"Queremos ajudar o município e por isso estamos tentando outros caminhos. Buscamos parcerias para que o Carnaval suzanense não fique preso somente à Prefeitura e ao prefeito", ressaltou.

Para conseguir os recursos, a liga das escolas de samba elaborou um projeto cultural com foco na criação de oficinas carnavalescas.

Segundo o presidente da Suzansamba, o projeto iria baratear em até 40% dos custos do Carnaval suzanense. Porém, Almeida ressalta que até o momento tem tentado uma reunião com o prefeito, mas sem êxito.

"Ainda tentamos uma reunião com o prefeito para que possamos pleitear um espaço para desenvolver este projeto (oficinas). Em Suzano, o Carnaval não faz parte nem do calendário oficial. Para nós é muito triste, gostaríamos tanto que essa cultura não fosse perdida ao decorrer dos anos"

Com as oficinas, os membros das agremiações de Suzano aprenderiam a confeccionar alegorias, fantasias, bonecos de fibras ou espuma, dentre outras coisas. O objetivo é capacitar os integrantes para que os mesmos possam trabalhar nas suas escolas, produzindo, ao decorrer do ano, todo o material do desfile. Hoje, a confecção das fantasias e das alegorias depende apenas da verba proveniente do município.

Atualmente, a cidade conta com dez escolas de samba, incluindo do grupo um e dois, e com os blocos carnavalescos da Saúde, da Melhor Idade e o Viúvas Virgens. "Vamos lutar pelo Carnaval. Como amantes dessa cultura não podemos deixar que ela morra", concluiu Almeida.

Este é o segundo ano em que Tokuzumi cancela o Carnval na cidade. Em 2013 também não houve as festividades. No ano passado, a escola de samba Pérola Negra conquistou o título de campeã.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias