Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 19 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Tarifa das corridas de táxi vai aumentar 11% a partir de maio

01 MAI 2016 - 08h00

O valor das corridas de táxi vai aumentar 11% em Suzano. O reajuste passa a valer a partir de maio, quando o taxímetro será alterado. Segundo a categoria, o aumento foi solicitado por causa da alta do combustível, que já teve três alterações. A mudança foi publicada no Diário Oficial do Estado (DOE).

O valor que teve o maior reajuste foi o da bandeirada, que vai passar a custar R$ 5. O valor anterior era de R$ 4,50. A taxa é fixa e é feita no momento que o passageiro entra no táxi, sendo que o valor é negociado pela categoria e o poder Executivo de cada município.

A tarifa de horário comercial (bandeira 1) custava R$ 2,90 e vai custar R$ 3,20. Isto representa um reajuste de 10,34%. Já a tarifa por quilômetro rodado em horas e dias especiais (bandeira 2) - domingos, feriados e no horário das 18 às 6 horas - mudou de R$ 3,50 para R$ 3,80. O que significa aumento de 8,57%. O passageiro que solicitar à hora parada vai precisar desembolsar R$ 38, cujo aumento representa 8,57% em relação ao preço anterior que era de R$ 35.

Para o taxista Juraci Lima Magalhães, o Tim do Táxi, a mudança não beneficiará diretamente nos lucros do profissional. Isto porque a nova taxa irá cobrir a despesa do combustível, que teve aumentos desde o ano passado. "A gasolina aumentou três vezes. Claro que a mudança é ruim para o passageiro, mas todo tipo de transporte que usa combustível teve mudanças no valor", disse.

O taxista Cirilo Rodrigues concorda com a opinião do colega. "O aumento vai repor perdas feitas pelo combustível alto. Mas não vai agregar lucros para nós porque vai continuar a mesma coisa praticamente. Enfim, o problema é que teremos reclamações dos passageiros", disse.

Os taxistas de Suzano confirmaram que o novo valor apenas será implantado a partir do momento que for instalado novos taxímetros. A expectativa é de que o aparelho seja implantado até o dia 5 de maio. "Sabemos que tem um prazo de 15 dias a um mês após a publicação do decreto. Mas é bem provável que seja feito neste dia", acrescentou Magalhães.

Rodrigues ainda relatou que há a possibilidade de diminuição na procura do serviço de transporte. "De dez passageiros, três deixarão de usar. Infelizmente tememos uma nova perda de movimento", finalizou.

De acordo com o decreto do DOE, a categoria terá até o dia 19 de maio para realizar o procedimento de troca. A reportagem tentou entrar em contato com uma oficina no município, credenciada pelo órgão para realização da troca dos taxímetros, mas não obteve retorno até o fechamento desta edição.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias