Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 18 de novembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 16/11/2019
Pmmc Refis 2019
PMMC MIGO
Pmmc maternidade
PMMC SEGURANÇA
PMMC NOVEMBRO AZUL

Terreno baldio vira dor de cabeça no Casa Branca; dono pode ser multado

Além dos problemas citados, o local tem alta vegetação, o que auxilia para a proliferação de pragas urbanas, que já começaram a invadir as casas

Por Daniel Marques - de Suzano22 OUT 2019 - 21h39
Espaço, que fica na Rua Dona Cauqueb Assi Antun, próximo ao número 196, é privadoFoto: Daniel Marques/Divulgação
Um terreno situado no Jardim Casa Branca, em Suzano, tem causado enormes dores de cabeça aos moradores do entorno por conta do abandono em que se encontra. O local é usado para descarte de entulho, restos de alimentos e até animais mortos. 
 
O espaço, que fica na Rua Dona Cauqueb Assi Antun, próximo ao número 196, é privado. O proprietário já foi notificado pelo Departamento de Fiscalização e Posturas da Prefeitura de Suzano, que realizou vistoria no local e confirmou os problemas. A equipe vai retornar ao local e, caso a limpeza não tenha ocorrido, poderá multar o dono.
 
Além dos problemas já citados, o local tem alta vegetação, o que auxilia para a proliferação de pragas urbanas, que já começaram a invadir as casas. Vários moradores estão recebendo constantes visitas de escorpiões, ratazanas e aranhas. 
 
O cheiro forte é característico do local. Para piorar a situação, o espaço se tornou ponto para usuários de entorpecentes. A aposentada Maria do Carmo Ferreira Guerreiro, 77, diz que já tentou conversar com o dono, mas esbarrou na "conduta desaforada" do proprietário.
 
Ela conta que está cansada da situação. "Eu não aguento mais tanto bicho entrando na minha casa, estragaram toda a minha parede. Já peguei escorpião preto aqui, aranhas e ratazanas enormes. É uma situação insuportável", reclama a aposentada.
 
"Quando a gente reclama com o dono, ele é bastante desaforado e diz que não jogou lixo, então não tem culpa", emenda.
 
Ela diz que muitas pessoas não gostam de fazer as denúncias. O operador de máquinas Silvio da Silva, 38, diz que seu gato está levando ratos do terreno para casa. O morador conta que o problema já se arrasta há mais de um ano. "Parece que começaram uma obra e pararam. Cachorros ficam aí durante a noite e o ambiente é muito ruim", afirma. 
 
A empresária Nayara Masetto de Lima, 23, afirma ter medo de passar pelo local à noite. "Há alguns dias tinha até um sofá aqui, estavam usando para sentar, mas levaram embora", conta.
 
Em casos de imóveis particulares com mato alto ou acúmulo de detritos, que possam oferecer incômodo aos vizinhos devido à proliferação de bichos ou que não estejam murados ou cercados, a Fiscalização de Posturas pode ser acionada pelo telefone 4745-2046.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias