Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 03 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 03/12/2020
GOLDSTAR
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro
Reisinger Ferreira
ERICA ROMÃO

Tráfico de drogas é responsável por 47% das prisões no CDP de Suzano

19 JUN 2016 - 08h00

O tráfico de drogas é o delito que mais leva pessoas a prisão do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Suzano. O crime é responsável por 47,78% dos encarceramentos. Em seguida, aparecem roubo e furto qualificado com 39,06% e 4,39%, respectivamente. Hoje, a média de idade da população carcerária da unidade suzanense varia entre os 18 e 29 anos. Os dados são da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

De acordo com a pasta, os presos provisórios por tráfico de drogas englobam quase a metade da população carcerária. O balanço deste mês aponta que a unidade possui 2.114 presos, 150% a mais que a capacidade do local que é para 844 detentos, ou seja, cerca de três detentos ocupam o espaço em que só deveria haver uma pessoa. Nos últimos cinco anos, a população prisional cresceu aproximadamente 30%.

A superlotação acontece em decorrência da demora para os julgamentos dos detentos. A SAP frisa que o prazo da prisão no CDP é variável, depende de prazo judicial para realização de julgamento e expedição de sentença que possibilite a transferência a uma penitenciária para cumprimento de pena.

Entretanto, apesar de o tráfico de drogas ser o delito que mais leva a prisão do CDP, os dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP) demonstram que as ocorrências desta infração estão abaixo dos outros crimes. De janeiro a abril deste ano a pasta registrou 97 ocorrências envolvendo o porte de entorpecentes e o tráfico de drogas. No mesmo período foram feitas 706 ocorrências por roubo e 727 por furto.

REGIÃO

Em Mogi das Cruzes, o tráfico de drogas também é o mais responsável pelas prisões do CDP. O crime engloba 39% dos presos, enquanto roubo atinge 36% e furto qualificado 8,5%. Em média, os presos em Mogi têm entre 20 e 24 anos. A unidade mogiana possui hoje 2.266 detentos. O espaço tem capacidade para 844.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias