Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Último dia para regularizar título gera superlotação em cartórios

05 MAI 2016 - 08h01

Os cartórios eleitorais de Suzano registraram superlotação ontem, data final para os eleitores realizarem regularizações do título. Mais de 200 pessoas enfrentaram longa fila nas duas unidades do município, nas primeiras horas do dia. Eram feitos, aproximadamente, 15 atendimentos por hora e os eleitores chegaram a esperar mais de duas horas. A população não negou o “jeitinho brasileiro” de deixar tudo para a última hora.

Até terça-feira, os cartórios da 181ª e 415ª zona eleitoral de Suzano registravam 8.748 transferências de título e 1.923 novos títulos criados. Apesar de estarem atendendo desde o dia 4 de abril, com horário estendido e aos finais de semana, depois do dia 21 de abril, os cartórios aguardavam a alta movimentação no dia de ontem. Já quem não esperava a superlotação foi a auxiliar de cozinha, Maria José dos Santos Ferreira, de 36 anos.

Maria foi realizar a transferência do seu título de Guaianazes para Suzano. "Chegamos cerca de 8 horas e consegui pegar a senha às 10 horas", contou enquanto esperava para ser atendida, as 11 horas, no cartório 181º. De acordo com ela, o trabalho foi o motivo para não ter procurado o cartório antes. "Eu não sabia que os cartórios estavam atendendo aos fins de semana e o trabalho não estava deixando eu vir. Hoje meu chefe disse pra eu vir resolver. Não sabia que estaria assim", contou.

O jovem Juan Henrique da Silva Aguiar, de 17 anos, foi até o cartório fazer seu primeiro título. "Eu deixei de vir antes por preguiça. Agora estou pagando por isso", explicou. O mesmo conta o encarregado de obra, Expedito Ferreira de Brito, de 45 anos, que aguardava na fila do cartório da zona eleitoral 181º, com cerca de 100 pessoas a sua frente. "Eu vou fazer a transferência do título. O brasileiro é assim, só deixa as coisas para a última hora. Por causa do trabalho não vim antes. Agora terei de esperar", explicou.

Já o professor Antônio de Oliveira, de 46 anos, aguardava na fila do cartório 181ª há duas horas apenas para pegar a senha. "Cheguei às 9 horas e já estava nessa situação. Eu vim para tirar o primeiro título do meu filho, que ainda está na escola. Adiantei para pegar a senha para ele. Devido a correria, eu acabei deixando para a última hora", disse.

O Cartório da zona eleitoral 415º, na Rua Benjamin Constant, a situação era mesma. A fila com mais de 100 pessoas dobrava a esquina na Rua Tiradentes. O enfermeiro que já aguardava há 1h20 na fila, Lucas Neto de Andrade, de 20 anos, procurou o cartório para tirar o primeiro título. "Não fiz meu título antes por relaxo, mas dessa vez, preciso fazer um documento e sem o título não posso. Não vim antes devido ao trabalho", contou.

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias