Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quinta 23 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/11/2017
mrv

Com os nossos braços

31 MAI 2015 - 08h00

Lutar pelo que é certo e justo pode custar caro. Muitas vezes sofremos por estarmos fazendo a coisa certa. Somos incompreendidos, perseguidos, humilhados e até massacrados. Mas não podemos desistir. Leonardo tinha um sonho: "Você pode imaginar, disse ele, todas as igrejas da vizinhança... marchando na avenida principal para que os revendedores de drogas saibam que não vamos mais tolerar isso?" Os traficantes não gostaram de Leonardo nem de sua visão. Duas vezes atiraram nele, quando saía do carro. O seu comércio foi destruído por vândalos como forma de retaliação; depois, alguém procurou atear fogo. Sem entregar os pontos, Leonardo conseguiu que vários traficantes fossem presos. Seu mercado tornou-se um abrigo seguro para aqueles jovens que queriam se livrar das drogas. Os traficantes prometeram se vingar. Em março de 1989, Leonardo estava do lado de fora do seu mercado, quando um homem com um rifle semi-automático atirou nele. O primeiro tiro derrubou Leonardo. Um segundo homem atirou em Leonardo já deitado na calçada. Minutos depois, ele estava morto. Mas a sua visão não morreu. No funeral de Leonardo, mais de três mil pessoas da vizinhança uniram-se e marcharam pela avenida principal cantando: "Nós vamos vencer - drogas e crimes vão desaparecer!" O sonho de Leonardo começou a se tornar realidade. Foi o início de uma completa mudança naquela região.

Jesus também suportou pressão durante a sua vida aqui na Terra. Em todo o tempo, sua vida esteve sob ameaça. Foi muito perseguido. Jesus não era marginal, bandido ou coisa do gênero. Apenas confrontava o sistema religioso da época. Mas acharam que Ele queria ser rei. E como Sua influência sobre as massas aumentava a cada dia, trataram de armar um complô contra a vida de Jesus, que pregava apenas o Reino de Deus. Ele cansou de dizer que o Seu reino não era deste mundo, mas os poderosos não O entendiam. O que mais incomodava os inimigos de Jesus era a Sua transparência, a Sua capacidade e autoridade para denunciar as coisas erradas e mostrar o caminho certo. Os cristãos nos tempos do Novo Testamento eram frequentemente perseguidos, sendo colocados na prisão ou mortos, sem terem cometido crime algum. E você? Já foi perseguido por estar fazendo a coisa certa? Aguente firme! Deus vai fortalecer o seu espírito.

Jesus Cristo afirmou nas bem-aventuranças: "Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus". (Mateus 5:10) Na última guerra, numa cidade da Europa, soldados americanos descobriram, num templo que fora duramente castigado pelo bombardeio, uma estátua de Cristo reduzida a pedaços. Pacientemente, tentaram reconstruí-la. Mas não acharam os braços no meio dos escombros. Tiveram então uma ideia: fizeram um cartão que colaram na imagem e onde escreveram - "os meus braços são os vossos". Cristo faz muita coisa com os nossos braços!

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias