Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 23 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Data Magna Paulista

09 JUL 2016 - 08h00

suami-cor_O dia “9 de Julho” é, por Lei Estadual, a “Data Magna Paulista”, a mais importante do estado de São Paulo. E deve ser conhecida em seu significado, de luta em 1932 pela democracia, constitucionalidade, liberdade, tão importantes para qualquer cidadão.

Os paulistas lutaram com o preço de suas vidas por esses temas. Por isso a data deve ser celebrada. Ninguém nasce sabendo história, ela deve ser ensinada, tanto em casa, de pais para filhos, como, evidentemente, na escola como prática real.

Sabemos que, infelizmente, poucas cidades têm leis que exigem o ensino de sua própria história local, menos ainda da história do nosso estado. Mas isso não significa que os que sabem não devam se empenhar em divulgar e se bater para que os valores sejam mantidos.

A cidade de Suzano, depois de uma luta por muitos anos, teve implantada, por Lei Municipal, o ensino da história local. Uma vitória! Mas esse resultado é apenas avançarmos um segundo passo nessa luta. O terceiro passo do nosso avanço será conquistarmos a concretização disso, com a pratica desse aprendizado por nossas crianças, adolescentes e jovens. Especialmente numa cidade como a nossa, com um terço de sua população formada por imigrantes de outros tantos países e migrantes de muitos estados, temos de dar base a quem aqui está.

Quem não conhece os seus valores, os de sua cidade, pode vandalizar até os símbolos mais importantes.

A 23 de maio de 1932 temos a morte de 4 jovens (MMDC), por tropas do governo, depois um quinto vem a falecer. A luta armada da Revolução Constitucionalista, se estende do dia 9 de julho a fins de setembro desse ano, atingindo também o Alto Tietê.

Muitos pelotões se alojaram aqui antes de partirem às batalhas nos limites com os estados de Minas Gerais e Rio de Janeiro.

Aproveito a oportunidade para passar aqui um poema meu sobre o significado da “Bandeira Paulista”. A nossa Bandeira foi construída (1888) para ser a bandeira do Brasil, mas não foi a escolhida. Em 1932 ela ressurge como símbolo maior da união dos paulistas: “Pavilhão desta terra/ Que flameja alto neste mastro/ A união das origens da nossa gente/ Em negro amarelo branco e vermelho/ No amado espaço azul sobranceiro/ Receba o nosso juramento de fiel respeito/ Nas treze listas em que retomas/ Os ideais maçons da América vista/ Seja dia ou seja noite oferecemos agora/ O sangue do nosso peito/ Para nos quatro cantos da rosa dos ventos/ Garantir a paz do Brasil/ Orgulhosos do solo paulista”.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias