Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 19 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 19/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
PMMC COVID LAR
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Dr. José Felipe da Silva: Um exemplo de vida.

15 JAN 2016 - 07h00

carmineAo perder um ente querido, fica apenas para nós, a memória e o grande exemplo que deixou. O Dr. Felipe enfeitou a sua vida, de profissionalismo, cultura, fé, sabedoria, bom humor, musicalidade e esporte, deixando um grande exemplo. Vivia em solidário abraço de amor com a esposa Sra. Lourdes, uma mulher de pele, osso e espírito inabalável e com a exuberante e invencível filha Yêdda. Amava os seus sobrinhos: Vanderlei, Rubia, Sidneey, Vagner, Dercio, Douglas, Duílio e Danilo, como seus filhos.

No velório, que aconteceu ontem, as flores não estavam sozinhas, como se tivessem sido apenas enviadas por alguém, como participação simbólica ao luto da família. Ao contrário, familiares, amigos e políticos estavam lá e nem precisa dizer que eram muitos, prestando homenagem a Felipe, em nome da família, da Prefeitura, da Igreja e dos Clubes que Felipe frequentou (Clube de Campo, Mirambava e Suzaninho).

Ao escrever esta matéria, me faço interprete dos sentimentos de todos os suzanenses, para me unir às orações pelo Dr. Felipe e sua família e também aos aplausos pela integridade de vida familiar, social e profissional do extinto e grande amigo.

Ao longo de toda sua vida, o Dr. Felipe quando estava na roda dos amigos, quebrava os limites de espaço e de tempo. Tocava música sertaneja, clássica e popular, nos ambientes onde encontrava amigos, chegando a tocar também no hospital, para entreter médicos e doentes, com as músicas natalinas.

Sentado numa cadeira, com o violão na mão, não sentia o tempo passar e a todo pulmão cantava, rezava e louvava ao Senhor.

Amava o Corinthians, o trabalho de advogado, a pequeninha, sua esposa, Sra. Lourdes, a filha Yêdda, os irmãos Augusto e Dilson e sobretudo amava Nossa Senhora. Acreditava na força imensamente fértil da devoção a Maria e ao falar dela chegava ao pique da mais pura emoção de filho. Não posso deixar de partilhar com os leitores as grandes conquistas alcançadas pelo Dr. Felipe, com a sua vida de fé e de oração, nos Cursos de formação para Noivos, na Catequese de adultos e nas palestras sobre Nossa Senhora.

As palavras dele, de sua esposa e de toda a brilhante equipe que o acompanhava, faziam-se sementes, prontas a brotar na vida dos ouvintes.

O Dr. Felipe tinha descendência italiana por parte da mãe Matilde Croce, e portuguesa, por parte do pai Antônio Felipe da Silva. Os pais se transferiram de São Paulo para Suzano em 1943, quando Felipe tinha 7 anos, e moraram na Praça dos Expedicionários, que naquela época chamava-se Largo do Cruzeiro e mais tarde foram morar no Jd. Imperador. O pai de Felipe era vidreiro na Sóvis, fábrica do Sr. José Papais e por quatro anos foi vidreiro também numa vidraria em São Lourenço.

Foi lá, que Felipe conheceu a sua amada e gentil esposa Sra. Lourdes, professora de canto, que não recusou de seguir o marido, viajando com ele, com Canário e outros integrantes do grupo, para animar em várias cidades e paróquias a Missa em ritmo sertanejo, com versões de músicas antigas.

A perda do Dr. Felipe está repleta de enorme e indecifrável tristeza, porém, ela vai desabrochar num impetuoso triunfo de glória e festa divina e celeste a ele reservadas no céu. Aqui, encontrando a Virgem Maria será acompanhado por Ela ao trono do Altíssimo.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias