Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sábado 31 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 31/10/2020
Pms Coronavírus - Fase Verde
PMMC COVID VERDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
Pmmc Sarampo Outubro

Edgard Rogerio e Izolina celebram as Bodas de Ouro

18 DEZ 2015 - 07h00

carmineEdgard e Izolina, ainda não mataram sua sede de amor e continuam a viver com todas as cores e os sabores, a união conjugal que começou há 50 anos. Os primeiros cruzamentos de olhares entre os dois jovens, indicando estarem se apaixonando, se deram durante os anos em que Edgard e Izolina, trabalhavam na Suzano Papel e Celulose.

Ele era encarregado do Departamento Pessoal e ela avaliava a qualidade do papel, num outro departamento. Muito bem se lembra deles, o então Gerente Administrativo, Sr. Walter Reis, com o qual conversei há poucos dias.

Os dois jovens, namoraram ao longo de três anos. Anos gostosos e necessários, em plena ação de se conhecer e sentir o fascínio da atração de um para o outro.

Edgard era um bom funcionário, mas também era um dos melhores jogadores do time da fábrica. A cada dia espreguiçava-se em movimentos de alongamentos, para manter o seu físico sempre em forma.

Até os 70 anos, foi jogando no Clube do Suzano, com relativa velocidade, sendo superado somente pelo Canario, que jogou com os amigos do Bola Branca até aos 80 anos e somente parou por ter sofrido o rompimento de um tendão.

Izolina, conviveu com as pequenas paixões do namorado, persistiu no namoro e subiu ao altar com Edgard, na Igreja de Nossa Sra. de Lourdes em Poá em 1965. Mulher poaense, enraizada no conceito tradicional da vida familiar, assumiu após o casamento, as tarefas de dona de casa, esposa e mãe de três filhos, Junior, Marcelo e Débora, tornando-se a chefe do lar.

Edgard ficou na Suzano Papel e Celulose até o ano de 1975 e logo em seguida fundou com Irineu Renzi a Red Imobiliária, ficando a frente dela até os dias de hoje.

Seja no passado, seja no presente, a vida dos dois conserva os traços tradicionais do matrimônio. Ela à frente da casa. Ele à frente do trabalho, que gerencia com muito profissionalismo. Igualdade de prestígio, porém em campos diferentes, sempre bebendo do mesmo cálice, de uma vida amorosa e fecunda.

O coração dos dois ficou ainda mais repleto de luz, fé e vida ao participar em 1968, após três anos de casamento, do famoso e atraente movimento católico que era o Cursilho de Cristandade. Curtiram a emoção, de uma vivência profundamente religiosa junto a outros cursilhistas. Alguns casais, guardam o folego e o entusiasmo dos encontros, que vinham acontecendo em pequenos grupos, após o retiro e até os dias de hoje continuam unidos na caminhada de fé e animados de sincera e verdadeira amizade. O amor pela Igreja permanece vivo no coração de Izolina e de Edgard. É gostoso caminhar unidos, marido e mulher, pela causa do Evangelho, servindo a Igreja. Ao se deparar com eles, percebe-se que os dois são heróis sagrados. Ela amada pelos Padres, já foi coordenadora da liturgia na Paróquia São Sebastião de Suzano e membro da equipe diocesana da liturgia. Hoje é Ministra Extraordinária da distribuição da Sagrada Comunhão, na Matriz de Poá. Ele reconhecido como bom administrador e ecônomo na Matriz de Suzano e na Diocese durante o governo de dom Paulo, dom Airton e de dom Pedro Luiz.

Hoje, celebrando as Bodas de Ouro e comemorando os 50 anos de matrimônio, sentimos de estarmos unidos a Izolina e Edgard, com muita simpatia e vibração, pois a vida deles transborda de luz e amor, de arte e beleza, de festa e encantamento.

O Deus da vida, encha de amor o coração do casal, para que os anos que virão, possam oferecer novo alento e novas forças, para continuarem a viver juntos um amor tão belo, bom e bendito

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias