Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 23 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 23/10/2020
PMMC COVID VERDE
ÚNICCO POÁ
PMMC MULTI 2020
SOUZA ARAUJO
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Educando com sabedoria

04 OUT 2015 - 08h00

SUELIQueremos o melhor para nossos filhos. Nós os criamos para darem certo na vida. Eles devem ser excelentes, bem sucedidos, os primeiros da classe, os mais educados, os mais brilhantes. Pessoas de valor. Durante todo o tempo dos anos de formação na infância, mesmo inconscientemente, transmitimos a eles a mesma mensagem dia após dia: "Por favor, não nos desapontem; contamos com vocês para fazerem algo fantástico de que muito nos orgulharemos". Esquecemos que cada filho é um universo à parte, que precisa ser amado e aceito como é, e que nós também somos pais imperfeitos. Essa expectativa elevada que mantemos em relação a nossos filhos pode trazer muita frustração e culpa, quando as coisas não acontecem do modo como planejamos. De quem é a falha quando um filho se mete em encrencas? Quem é censurado quando ele, ou ela, foge da escola, faz pichação nas paredes, começa a experimentar drogas, ou se depara com uma gravidez precoce? Normalmente, os pais são responsabilizados pelo mau comportamento de seus filhos. E muitos merecem tal crítica! Mas como explicar que pais exemplares possam ter filhos complicados? Filhos e filhas de pais amorosos e corretos podem cometer erros também.

Antigamente, se um filho procedesse mal, ele era um mau filho. Hoje em dia, a falha é atribuída aos pais, que devem de algum modo ter atrapalhado a infância do filho. Pode ser que sim, mas talvez não. Filhos adolescentes, por exemplo, têm idade suficiente para fazerem suas escolhas, e alguns fazem coisas terríveis a despeito do amor e do carinho que receberam no lar. Onde quero chegar? Criar filhos é uma tarefa árdua que deve ser feita com Deus a nosso lado. Humanamente falando, torna-se difícil saber qual é a "dose certa" de amor, disciplina, limites. Mas podemos contar com a ajuda do Senhor nesse processo tão complicado.     Temos na Bíblia muitos exemplos de bons pais, que tiveram filhos terríveis, e também de maus pais, que tiveram bons filhos. Uma das coisas que os pais precisam usar é a autoridade que lhes foi dada pelo próprio Deus. Não precisam sentir culpa por dizerem "não" ao filho, quando necessário, uma vez que para amadurecermos como pessoas temos que experimentar algumas frustrações. Há que se pedir muita sabedoria a Deus para agir de forma adequada! "E, se alguém de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada". (Tiago 1:5)

Quando criamos nossos filhos, fazemos o melhor que podemos, e Deus está sempre lá dando os retoques. Ele é o Deus da família! Só Ele pode fazer a obra transformar-se em algo muito bom!

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias