Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Segunda 11 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 10/12/2017
mrv

Felicidade não se consegue de graça

11 AGO 2015 - 08h00
Recebi com tristeza o falecimento do psiquiatra, educador e escritor Içami Tiba. Li praticamente todos os seus livros; são ótimos. Gostaria de compartilhar com o amigo leitor algumas dicas que ele proferiu em relação a "Arte de Viver Bem": 1)Não exija dos outros o que eles não podem lhe dar, mas cobre de cada um a sua responsabilidade.

2)Não deixe de usufruir o prazer, mas que não faça mal a ninguém.

3)Não pegue mais do que você precisa, mas lute pelos seus direitos.

4)Não olhe as pessoas só com os seus olhos, mas olhe-se também com os olhos delas.

5)Não fique ensinando sempre, você pode aprender muito mais.

6)Não desanime perante o fracasso, supere-se o transformando em aprendizado.

7)Não se aproveite de quem se esforça tanto, ele pode estar fazendo o que você deixou de fazer .

8)Não estrague um programa diferente com seu mau humor, descubra a alegria da novidade. 9)Não deixe a vida se esvair pela torneira, pode faltar aos outros.

10)O amor pode absorver muitos sofrimentos, menos a falta de respeito a si mesmo!

11)Se você quer o melhor das pessoas, dê o máximo de si, já que a vida lhe deu tanto. Enfim, agradeça sempre, pois a gratidão abre as portas do coração. Muita gente culpa pessoas ou fatores exteriores por estar infeliz.

Não acho inteligente esse tipo de raciocínio. Tem aqueles que esperam que a tal felicidade bata à sua porta ou seja trazida pelo gênio da lâmpada.

Comprar bilhete de loteria acreditando que vai ficar rico de uma hora para a outra e não se esforçar para crescer profissionalmente, não me parece a melhor opção. Portanto, olhe mais para dentro de si; não tenha medo de apontar seus erros e medos, pois só assim irá superá-los.

Chega de omissão e parta para a ação. Não prego mudanças bruscas de uma hora para outra; prefiro as pequenas mudanças, mas que sejam constantes, pois assim os resultados são perenes. Ao invés de só assistir a vida, participe dela ativamente.

Jorge Lordello

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias