Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 18/09/2020
PMMC COVID LAR
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Hábitos que mudam

02 AGO 2016 - 08h00

lorena-burger-jurada-do-c-de-cronica-frrRevendo velhas fotografias, muitas ainda em preto e branco, me transportei no tempo...

Como é bom poder ver como eram nossos familiares mais antigos, como se vestiam, como a moda se alterou com o passar dos anos.

No verso das fotos, com letra caprichada vejo as anotações dos nomes das pessoas e as datas, relembro as pessoas que ali estão e que conheci pessoalmente, outras somente ouvi falar.

Compartilhando essas fotografias com meus familiares na internet, fiquei imaginando como será daqui para frente, como os mais jovens poderão saber de seus antepassados, de sua história... Será que conseguirão buscar nos meios digitais todas as informações sobre a família, seus pais, seus avós, tios, primos... Não haverá mais as fotografias com identificação no verso com letra caprichada, contando com breves palavras a história que aquele momento captou.

Talvez se percam informações pessoais, lembranças, pois, poucos irão se interessar em pesquisar numa imensidão de fotos tiradas com máquinas modernas ou mesmo com celulares, as pessoas que passaram por nossas vidas, que nos marcaram com seu carinho, com sua atenção, com sua visita.

Ainda mantenho o hábito de abrir os álbuns antigos de fotografia, assim como muitos de nós, e repassar as páginas, buscando na memória lembrar cada um daqueles momentos que ali ficaram gravados.

A infância e os passeios, a viagem de trem para o interior, a primeira visita a um parente distante, a alegria de receber amigos em casa para uma alegre reunião.

As fotos de casamento que ainda emocionam com as boas lembranças que trazem...

Ah! Aquelas fotografias tiradas na maternidade, onde a família aparece observando o recém-nascido, talvez na tentativa de ver com quem se parece... O sorriso do pai, feliz e orgulhoso com sua nova posição na família, agora será considerado responsável, não mais um jovem casado recentemente e sem compromisso, a paternidade mudou sua vida e a sua postura lá na foto mostra isso... Talvez não se capte tudo isso nas fotos rápidas que vão para a internet...

Poucos ainda pedem para os passantes para que tirem fotos deles, a maioria prefere "selfies", mais pessoais e sem intermediários, mas sem a pose especial para o momento, que registra as pessoas de corpo inteiro e tudo ao redor.

Vou imaginando como será lá no futuro e continuo observando com calma as fotografias de minha família, muitos que só me foi possível conhecer por conta dessas fotos em preto e branco, onde aparecem sisudos, bem vestidos, com cabelos impecavelmente penteados.

Gosto do que vejo e, penso como é bom ver nossos retratos dos tempos de criança, em passeios ou em casa, já sem preocupação com o visual, o importante era a foto, que só iríamos ver dali alguns dias, que pareciam uma eternidade, pois, a revelação era um grande mistério para nós... Que alegria sentar com nossos pais e poder "pegar" cada uma das fotografias e poder "curtir" observando cada detalhe, que sequer demos conta no momento...

Ah! Isso fazia toda a diferença...

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias