Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo

Lembranças

21 MAI 2016 - 08h00

suami-cor_Minha netinha Alice, está fazendo aniversário. São três, ela é a do meio. Tem de se virar, ser esperta, pois não sendo mais a caçulinha, como já foi, perdeu alguns privilégios. E não sendo a primogênita, a mais velha, não pode tudo. Mas, quando somos crianças, muito mais podemos, né não? E sendo criativo alcançamos alguns dos pontos que almejamos. Talvez isso seja assim para todo mundo, como me disse um amigo, numa conversa.

E fui para as minhas lembranças.

Oi! “lembranças” tem mais de um sentido, alguns significados, como tantas palavras. E vamos ao dicionário: “lem.bran.ça” (três sílabas) - substantivo feminino. “1. Ato ou efeito de lembrar. 2. Coisa própria para ajudar a memória. 3. Memória. 4. Recordação que a memória conserva por certo tempo. 5. A faculdade da memória. 6. Presente, mimo, brinde. No plural: Cumprimentos, recordações, expressões de amizade”.

Se o sentido for o de dar presente para a Alice, não tem muita escolha. Criança em fase de pré-alfabetização tem pouco para cobrar, ou melhor, para pedir. Ela não cobra, mas fica muito feliz de receber presentes. Ela adora brinquedos, claro. Até aí, normal. Especialmente de bonecas. A-do-ra!

Mas também adora ouvir histórias. Isso pede bastante: “Vovô, conta uma história pra mim”. E lá vou eu, reinventando o que o livro ilustrado dizia.

Ouvir histórias é coisa de criança? Sei que de toda criança não é. Fui professor e aprendi. Mas se isso de “contação” de histórias é desenvolvido com os pequenos eles adoram e acabam se tornando bons leitores. Experimentem com os seus. Comecem na pré-escola. E considerem, é bom para fazê-los dormir, mas é bom também para estimular a imaginação. Mas se é só para fazer dormir, então tentem o “acalanto”. Aquelas cantigas de ninar. Deem uma outra olhada no dicionário. Tem algo a ver com acalentar, aquecer nos braços ou no peito, Certamente, refere-se a afagar, agasalhar, embalar. Lembro de quando eu era pequeno, cantar uma cantiga de ninar me sossegava, era um modo de me tranquilizar, de me acalmar. Provavelmente tem a ver com as rimas, com a sonoridade agradável.

E lembranças também se refere, como disse, a coisas da memória, recordações, também com isso que estou fazendo por aqui. Que todo cronista faz, relacionando coisas do tempo presente com alguma coisa de tempo passado.

A vida é um permanente seguir. Aquilo que, não deixo de lembrar, o poeta espanhol Antonio Machado disse: caminhar. Viver não é chegar e seguir em frente.

Que a netinha Alice caminhe muito, sendo feliz no seu percurso. Que em cada nova paisagem que presenciar identifique lembranças do já passado

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias