Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo

Mal dos tempos...

21 JAN 2016 - 07h00

lorena burger jurada do c de cronica-frrJá se viu perdida sem saber qual a melhor atitude a ser tomada?

Fico imaginando como é difícil para as pessoas que convivem com aquelas que foram atacadas pelo câncer e sentem-se desprotegidas, sem saber o que fazer como ajudar...

Qualquer doença já nos tira do ritmo normal de vida, mas o câncer parece chegar querendo arrasar nossas expectativas, nossos sonhos, nossos planos...

Não costuma nos dar chances do meio termo, da possibilidade, tem uma força destruidora poderosa... Elimina nossos alicerces, destrói nossa vontade... E não somos nós os portadores, são aqueles que amamos... O que faz doer muito mais...

A esperança é o único bem que temos e que nos apegamos com firmeza, pois, esperança e fé se misturam e entre as expectativas de melhora e a fé de que tudo pode ser revertido pela misericórdia do Pai Celestial buscamos caminhos alternativos em busca da cura...

Esse mal hoje não discrimina ninguém... Atinge ricos e pobres, intelectuais ou não, celebridades ou anônimos de qualquer raça ou credo...

O ano que passou perdemos uma imensa quantidade de artistas, escritores, gente importante em todos os meios por conta desse mal... A desculpa mais viável para a morte...

É certo e agradecemos sempre por esse benefício, muitos que buscaram a cura, acabaram por encontra-la e estão hoje recuperados e bem, vivendo dentro da normalidade e, isso é que nos move a acreditar que tudo é possível...

Numa mesma família pode causar muitas vítimas sem fazer alarde, quando se percebe ele já se instalou...

Não sabemos como se inicia, qual a sua causa e parece que laboratórios não se interessam por essas pesquisas, afinal os remédios para aliviar seus sintomas devem dar muito lucro e a possível cura diminuiria os ganhos fabulosos que eles auferem...

Quando aparece um possível remédio ele é investigado, não como um benefício, uma saída, como a cura... Mas, como bandido... É banido, suspensa a sua venda até que as pesquisas se aprofundem, mesmo quando muitos já declararam que se curaram fazendo uso dele.

Hoje vejo os animais sendo atacados por esse mesmo mal, mas, a cura para eles é impossível e inviável... Os custos com o tratamento são imensos e temos que nos ver aceitando esse sofrimento naqueles bichinhos indefesos, que mal se locomovem e que gemem doloridamente ao menor movimento...

Muitos são sacrificados pela eutanásia, a solução mais viável para abreviar esse sofrimento deles e nosso... Entretanto, as marcas que ficam são indeléveis e nos acompanham por muito tempo...

Nas pessoas não conseguimos saber como esse mal se instala, então alegamos uso de bebida, de cigarro, de refrigerantes, sedentarismo, estresse, abusos e de uma porção infinita de coisas, pois, como seres humanos abusamos mesmo demais do nosso corpo e de nossa resistência...

E nos animais tratados com boas rações, com carinho, com atenção... O que podemos alegar?

Por que temos que ver tanto sofrimento, sem nada poder fazer?

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias