Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 27 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/10/2020
SOUZA ARAUJO
PMMC MULTI 2020
PMMC COVID VERDE
Pmmc Sarampo Outubro
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Me perdoe, eu errei... quero começar novamente

27 JUL 2016 - 08h00

Jorge LordelloO casal, em plena lua de mel, curtia o elegante hotel escolhido para início da vida em comum. No último dia, para encerrar com chave de ouvo, o marido resolveu levar a esposa ao melhor restaurante da região. Após servir champanhe, o garçom trouxe o primeiro prato do menu completo que haviam pedido. A moça havia escolhido salada variada; ao dar a primeira garfada, notou que algo se mexia por entre as folhas verdes. Olhando para o marido, bradou: “Amor, o que é isso?” O atento garçom percebeu que havia alguma coisa errada e aproximou-se da mesa. Ao analisar visualmente o prato, disse baixinho: “Um momento por favor, vou levar o problema ao maitre, que é mais experiente que eu", e com elegância, retirou o prato sem alarde. Em menos de um minuto o maitre se fez presente e não procuro minimizar o problema e nem apresentar desculpas: “Senhora, cometemos um erro terrível e pedimos sinceras desculpas. Vamos começar novamente o atendimento, como se vocês tivessem chegado neste instante”. Em seguida, ordenou ao garçom: “Retire tudo da mesa. Quero tudo novamente limpo e elegante”. Rapidamente, o funcionário levou embora a garrafa de vinho e toda a comida servida; a toalha da mesa foi trocada, mesmo estando impecavelmente branca”. E o maitre ainda disse: “Vamos apagar as lembranças. Desejo a vocês uma excelente refeição”. A mesa foi posta novamente, o cardápio apresentado e novos pedidos de comida e bebida foram feitos. O maître retirou a impressão de um serviço ruim e providenciou outro excelente. Não negou a experiência anterior e a substituiu por uma melhor e mais rica. A comida estava maravilhosa; o atendimento de alto nível. Foi um verdadeiro espetáculo. Ao final, o jantar foi por conta da casa. Amigo leitor, não são só os comerciantes e empresários que precisam agir dessa maneira. O velho jargão popular dizia que “errar é humano, mas permanecer no erro é burrice”. Não podemos esquecer daqueles que erram e não assumem a falha e daqueles que pisam na bola e tentam colocar a culpa no outro. Uma das atitudes mais bonitas que podemos ter na vida, principalmente com as pessoas que gostamos, é assumir quando erramos e logo em seguida começar tudo novamente, conforme nos mostrou o maitre do restaurante.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias