Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 30 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/10/2020
Pmmc Sarampo Outubro
Pms Coronavírus - Fase Verde
PMMC COVID VERDE
PMMC OUT ROSA
PMMC MULTI 2020

O Rodoanel e a descentralização da metrópole paulista

26 SET 2015 - 08h00

paulo tokuzumi entrevista especial-ij (13)Concebido como um grande anel viário em torno da Região Metropolitana de São Paulo, com 180 quilômetros de extensão, o Rodoanel Mário Covas tem provocado uma intensa mudança no tráfego de grandes cidades paulistas. O anel viário tem estimulado, ainda, forte especulação imobiliária ao redor desses municípios e, acima de tudo, contribuído para o desenvolvimento econômico de regiões que tinham perdido competitividade ao longo dos anos. Este é o caso da cidade de Suzano, que foi contemplada com a construção de uma alça de acesso ao trecho Leste, na Estrada dos Fernandes.

Suzano, que durante anos foi um importante polo industrial na região, amargou um longo período de exclusão em razão da má administração e da falta de investimentos. A construção desse acesso marca o início de uma era de desenvolvimento econômico para a cidade e para todo o Alto Tietê, que abriga, em seus dez municípios, aproximadamente 1,5 milhão de pessoas. Esse acesso em Suzano aponta também para um fenômeno interessante no que diz respeito à descentralização da metrópole paulista.

Conhecida como o principal centro financeiro, corporativo e mercantil do país, a capital paulista vem dividindo atenções com as cidades que estão às margens do anel viário. Essas cidades conquistaram com o Rodoanel um grande potencial logístico, fator crucial para seu desenvolvimento econômico.

Levando em consideração todos os processos de uma produção, mão de obra e escoamento de mercadorias, podemos afirmar que o Rodoanel é um importante indutor de desenvolvimento para toda a região. Não à toa, o anúncio da construção da alça em Suzano credenciou a cidade para a disputa da nova sede da Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo (Ceagesp), que durante anos teve como endereço a região da Vila Leopoldina, na Zona Oeste de São Paulo. No início do mês, a cidade oficializou junto ao Ministério da Agricultura pedido para sediar o centro de compras, com a oferta de área de 2 milhões de metros quadrados, na Estrada dos Fernandes.

Além de abrir caminhos para a geração de novos negócios, a construção da alça ao Rodoanel em Suzano vem fomentando uma importante discussão em torno do projeto Via Mar - uma nova rota de acesso litoral, mais especificamente ao Porto de Santos, concebida com o intuito de reduzir a dependência do sistema Anchieta - Imigrantes para o transporte de cargas.

O Via Mar torna-se fundamental para o desenvolvimento viário do Estado e para a economia nacional, considerando que o Porto de Santos é a principal saída de exportação do país, responsável pelo escoamento de 25% do PIB brasileiro.

Sem dúvidas, o rodoanel marca um novo ciclo de desenvolvimento para o Estado de São Paulo, que refletirá em um grande avanço econômico para o país.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias