Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quarta 02 de dezembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 30/11/2020
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades - Dezembro
Sec de Governo - Educação Kit de Atividades 02 - Dezembro

Paisagens

28 MAI 2016 - 08h00

suami-cor_Sei que o caminho tem de ser seguido. Cada um tem o seu. E sei do meu. Você sabe do seu caminho?

Por vezes desviamos, e alguém, ou algo, puxa-nos a orelha. É assim a vida. Alguém, ou algo, sabe que o nosso destino é seguir pelo percurso do nosso caminho. Chegar não somos nós que determinamos. Mesmo com lutas, mesmo com dificuldades, mesmo com restrições ou limitações. E, com o tempo, pouco a pouco, vamos aprendendo, e acabamos sabendo que se desviamos, podemos perder a visão da luz que ilumina o nosso caminho. E o negro da noite a nossa frente nunca é positivo. Tudo pode nos ocorrer.

Dizia disso, há uns poucos dias, numa conversa entre amigos. E todos acharam que estava me referindo a situação que vivemos no nosso País. Está, verdadeiramente, muito difícil. Mas minha pretensão vai mais longe, acho que devemos, cada um de nós, pensarmos que o nosso caminho pessoal, individual, também tem de ser incluído nessas interpretações.

Quando percorremos o nosso caminho temos de mirar adiante, mas não esquecer de apreciar as laterais, as suas paisagens. É o que nos coloca em relação com o mundo que nos cerca. Inicialmente, quase sempre, nem temos plena percepção pelo que passamos. Com o seguir do tempo vamos entendendo que tudo aquilo vai além das suas paisagens. Vamos, instante por instante, nos apercebendo de que tudo aquilo que vemos é para ser percebido, sentido e entendido, como algo de que fazemos parte.

Um lugar é só um lugar se não nos apercebemos dele. E esse lugar, tantas vezes, estranho, só nos chega plenamente quando sentimos que somos parte dele. Somos nós que temos de identificar tudo isso. Não mais como uma passagem, exterior a nós, mas como um local de que dependemos. Somos nós que precisamos dele. Se não acontece isso em nossa vida, é porque não nos vinculamos a nada. Não é o lugar que tem de nos pertencer. O "nosso lugar" é o local onde a paisagem que vislumbramos vai, inevitavelmente, nos fazer saber que dependemos dele. Parece coisa simples, mas não é assim tão evidente para todos. E quando não sabemos de nossas origens, ou de nossas condições de vida num espaço, é porque nem sabemos quem nós somos. Vamos aprendendo aos poucos que temos uma relação íntima com papai e mamãe, com nossos irmãos, parentes, vizinhos, colegas, amigos, parceiros. Aí, sim, passamos a saber que fazemos parte da paisagem. Que temos uma cultura, uma base cultural. Aí sabemos que não estamos soltos no ar. Estamos vinculados a gente e a paisagem onde vivemos. Sabemos, então, verdadeiramente de nosso origem. Somos parte da paisagem.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias