Envie seu vídeo(11) 97569-1373
quinta 24 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo

Parabéns, Mogi das Cruzes!

11 SET 2015 - 08h00
carmineNo início de setembro, os municípios de Mogi das Cruzes e de Itaquaquecetuba ergueram suas bandeiras para comemorar o aniversário da cidade.

Os dois municípios, antigos e ricos de história, levam em seu ventre, 455 anos de continua e bendita gestação de novas vidas e novas gerações. São as mais antigas cidades do Alto Tietê. É difícil falar das duas ao mesmo tempo. Dedico a primeira homenagem a Mogi das Cruzes que comemorou o aniversário da cidade no dia 2 de setembro. O município cresceu muito, todavia, a população espera que a cidade torne-se mais fascinante e atraente, continuando a modernização, na malha central, nas áreas periféricas e sobretudo eliminando as passagens de nível, que seguem se abrindo e fechando a cada dez minutos, tapando o caminho dos pedestres e dos veículos. Mogi tem a razão e a inspiração para crescer e avançar, sonhar e realizar obras lindas e bonitas. Espalha-se por toda Mogi, tanta energia, posta em comunhão pelos mogianos, em benefício de toda a população. Na cidade, reina uma digna e saudável vida social, direito garantido para cada mogiano, para todos os mogianos.

Ante a cena da grandiosa Serra de Itapeti, doce e suave, vestida de encanto e beleza, com uma grande quantidade de espécies em extinção, o coração transborda de emoção. Sensacional espetáculo natural, de mata nativa pura e formosa que a terra guarda com ternura e teimosia.

Há um certo olhar distante, dos mogianos, a respeito da serra e da Mata Atlântica, porém, vale sempre entender que na escala do progresso e desenvolvimento sustentável, a natureza, o meio ambiente e o espírito ecológico estão em primeiro lugar. Os mogianos gostam de um futuro novo, que a cada ano vem irradiando a cidade, pois no coração de quem ama a própria cidade, há sempre desejo de recriar nova vida, novo lances, novas obras. Mogi tira notas boas, em todos os quesitos e setores, porém, as notas poderiam ser melhores e mais altas, se não tivessem acontecido aquelas trágicas chacinas, na Vila Natal, Vila Brasileira, Jundiapeba, Caputera, Jd. Universo, Vila Nova União, nas quais 21 jovens foram brutalmente assassinados e 12 ficaram feridos. Os traficantes e as bocas de fumo estão por aí, em Mogi e em tantas outras cidades, para jogar no olhar do pobre e dos jovens mais carentes, horizontes falsos e enganosos, que levam à morte pesada.

No louvor do povo unido, acontece em Mogi a grande festa do Divino. Fé e vida brilham nas alvoradas, nas procissões e celebrações, nos sub- impérios, na casa dos Festeiros e do Capitão de Mastro. Sinais de folclore e religiosidade popular e rural, marcam a festa. Basta lembrar a entrada dos palmitos, com o emprego dos carros-de-bois e o grupo da Folia do Divino, constituído de irmãos pedintes, que tocam e cantam visitando os sub – impérios com os seus relicários e com os saquinhos de esmolas, tendo o símbolo do Divino, neles estampado. Vemos, também, as inconfundíveis bandeiras, tendo no topo a figura simbólica da pombinha do Divino.

Mogi das Cruzes é tudo isso e muito mais. É urgente perceber, o que pode nascer e ser feito a cada dia de um canto ao outro da cidade, para melhorar a saúde, a segurança, a educação e a qualidade de vida.

Viva Mogi, parabéns Mogi! Na caminhada do povo, combativo e lutador, Deus faz-se presente para estender suas mãos aos necessitados que encontram-se na cidade, levantar os caídos e unir todos os cidadãos na conquista de novas metas.

Na alma do povo mogiano, há muita vida, muita história e a cidade já se prepara para escrever nova sina com as mãos de seus munícipes, que lutam pela causa da justiça, do amor e da paz.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias