Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 23 de outubro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/10/2020
SOUZA ARAUJO
ÚNICCO POÁ
Pmmc Sarampo Outubro
PMMC MULTI 2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Pessoas que esbofeteiam em nome da tal sinceridade

27 ABR 2016 - 08h00

Jorge LordelloO que o leitor acha das pessoas que, costumeiramente, enchem o peito para fazer a seguinte afirmação: "Sou transparente e sincero, falo tudo o que penso". Será que esse tipo de postura é positiva ou não? Gente assim se acha "dona da verdade", a todo instante está preparada para dar lições de moral e apontar o que é certo e o que é errado; sem direito a argumentação ou defesa. O problema, é que, na maioria das vezes, isso ocorre sem que se peça a opinião, ademais, deve ser considerado que o conceito de "verdade" sempre dependerá do ângulo a ser analisado. Pessoas 100% sinceras podem até ter boas intenções, mas, geralmente, acabam provocando mágoa e rancor, e por isso, ganham a pecha de antipáticas. Sinceridade não implica em dizer tudo que se pensa. Antes de falar qualquer coisa, é conveniente pensar, refletir e passar pelo filtro da sabedoria e da experiência. O interessante, é que aqueles que gostam de falar tudo que pensam, não gostam de ouvir a "verdade" em relação a si próprios, e por qualquer comentário, por menor que seja, se ofendem, derramam lágrimas e podem até iniciar discussão acalorada. O "sincero demais", quando ouve o que não gosta, deve entender que a outra pessoa pode estar se defendendo de críticas que ele mesmo direcionou, provavelmente, negativas ou até mesmo ofensivas, mesmo que sem a intenção depreciativa. A necessidade e fartura de se dizer a verdade, não raro, tem forma de crítica destrutiva. Lembre-se, amigo leitor, que "sinceridade" é como um remédio: em excesso pode matar ou deixar sérias sequelas. O escritor, poeta e dramaturgo britânico Oscar Wilde, disse certa vez: "Um pouco de sinceridade pode ser bem perigoso, muita sinceridade é absolutamente fatal". O jornalista e escritor alemão Jürgen Schmieder escreveu que: "A única verdade é que continuaremos a mentir. E, demagogos que somos, continuaremos a exigir honestidade do mundo". O problema de dizer a verdade abertamente é que nem todos estão preparados para ouvir. O segredo da sinceridade é saber lidar com ela, assim como com o açúcar e o sal, que devem ser dosados na medida certa para não estragar a comida. Aliás, somente oferte sua opinião quando alguém lhe pedir, e mesmo assim, saiba usar as palavras com moderação e sabedoria. Cuidado extremo para não esbofetear em nome da tal sinceridade.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias