Envie seu vídeo(11) 4745-6900
sábado 25 de setembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/09/2021
PMMC REDESCUBRA MOGI - TODA QUINTA
SEC DE GOVERNO - CAMPANHA: CORONAVIRUS - VALE GÁS - FASE II
PMMC REDESCUBRA MOGI
CREA-SP

Precisamos que nos representem

30 AGO 2016 - 08h00

lorena-burger-jurada-do-c-de-cronica-frrAs eleições se aproximam rapidamente e surgem candidatos de todos os partidos, com todas as opiniões e com inúmeros apoios.

Alguns falam das benfeitorias e dos trabalhos que fizeram durante a gestão que está findando, entretanto, nesse tempo todo só vimos requerimentos para cumprimentos ou para dar nomes às ruas dos bairros mais distantes ou dos novos loteamentos.

Se pararmos e prestarmos atenção, veremos que muitos vão às sessões plenárias como crianças que vão à escola para ganhar merenda, ali permanecem em silêncio, não sabemos se prestam atenção ao que ocorre ou se não entendem nada.

Lógico que não estamos generalizando, porque alguns, mais atirados, de fato pediram luz, asfalto e melhorias para os bairros da cidade (incluindo onde moram).

Hoje, por acaso, ouvindo o rádio do carro, nos momentos em que são incluídas as chamadas para os programas desses candidatos, percebi que pedia o apoio e o voto das pessoas para poder dar continuidade ao seu trabalho... Fiquei imaginando se quatro anos não foram suficientes, para que seus projetos se tornassem realidade ou se, o "bichinho" da política ali já havia se instalado e agora não saberia mais viver sem esse cargo e todas as benesses que ele proporciona.

O outro pede o voto, cita um trecho bíblico e finda dizendo "onde há fumaça tem fogo"... Fiquei sem entender, o trecho bíblico e o ditado popular não me pareciam "casar" naquela situação.

É certo que a maioria de nós não está nem um pouco animada com as eleições, são tantas falcatruas, que acabamos desacreditando que alguém será honesto o bastante para merecer nosso voto.

Nestes últimos meses estamos acompanhando o julgamento da presidente Dilma (querendo ou não, afinal é notícia diária) e vemos brigas, palavras ofensivas, dois times brigando pelas suas opiniões, e discutindo, inclusive gritando sobre a moralidade das pessoas que ali nos representam... Nem mesmo a presença de um Ministro do Supremo consegue conter os ânimos acirrados, apesar de toda sua autoridade e austeridade.

Qualquer um de nós, com ou sem muito esclarecimento e estudo, tem discernimento suficiente para saber o que é certo e o que é errado e, então nos perguntamos por que os políticos não têm esse mesmo senso... Ou será que após eleitos perdem a coerência?

Então muitos de nós, desiludidos que estamos, ficamos pensando que talvez fosse melhor ir pescar do que votar assim não nos sentiríamos responsáveis pelo resultado da apuração.

Entretanto, nosso senso de dever e de civilidade nos cobra esse comparecimento, então só nos resta, prestar atenção nas propostas desses candidatos e acompanhar de perto após eleitos, cobrando, pelos meios que nos são permitidos o cumprimento de suas promessas de campanha.

Talvez assim vamos conseguir melhorar nosso país, a nossa vida e dos jovens, mudando a maneira de agir das pessoas que se propõe a trabalhar por nós, a de fato nos representar com dignidade.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias