Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Sobre patas e garnisés

09 MAR 2016 - 08h00

eduardo caldas corAs políticas públicas são constituídas de instrumentos e de "discursos". Isso não significa que cada um desses elementos exista na mesma proporção em cada tipo de política pública.

Há políticas públicas para as quais são desenvolvidos vários instrumentos, como legislações específicas, orçamento dotado de recursos financeiros, sistema de informação e estrutura de poder por meio da qual se execute direta ou indiretamente a política. Essas políticas, entretanto, se estiverem destituídas de "discurso" serão, muitas vezes, vazias, ocas, não terão significado para as pessoas que gravitam em torno delas.

Este é o caso de uma política de poda de árvores que conheci na zona sul de São Paulo há vários anos. O gestor de plantão comprou uma daquelas máquinas de trituras triturargalhos e com isso, no lugar de transportar cada caminhão de galhos podados até o aterro sanitário, triturava os galhos e folhas no local e aso utilizava na adubação orgânica na própria região. A política de poda inventada pelo referido gestor tinha regramento próprio, foi, posteriormente institucionalizado na forma da Lei, tinha orçamento próprio e equipe de execução. A referida política também era dotada de um "discurso": o discurso da eficiência e da economia. Esse discurso não ecoava, não encontrava ressonância na sociedade.

Por outro lado, há políticas públicas que são frágeis do ponto de vista de seus instrumentos, mas são vigorosas do ponto de vista do "discurso" elaborado a partir delas. É o caso de uma a política de Agricultura Urbana e Peri urbana que conheci também há anos no município de Guarulhos. Era uma política com "discurso" vigoroso, mas frágil do ponto de vista de seus instrumentos. Nesse caso, minha impressão é que o discurso cumpria importante papel de manter o tema na agenda governamental.

Mas qual a relação entre essas políticas compostas por instrumentos e "discursos", os patos e as garnisés?

Meu pai costumava dizer que o indivíduo em ação pode se assemelhar com patas ou garnisés. Patas são aquelas aves desengonçadas que silenciosamente botam ovos enormes. As garnisés são galinhas muito pequenas, ariscas, que cacarejam muito, alardeiam cada passo realizado e, ao botar, fazem tamanho estardalhaço que todos pensam que seus ovos são gigantes. Mas, pelo contrário, seus ovos são minúsculos.

Nesta medida, as políticas públicas podem ser, no limite, políticas do tipo pata ou do tipo garnisé.

A política do triturador de galhos parece incorporar muito do estilo da pata, com resultado plausível, mas sem visibilidade. A política de Agricultura Urbana e Peri urbana mencionada está mais próxima do estilo garnisé.

Escrevo, penso nas políticas públicas executadas em Suzano atualmente, fico com vontade de pedir para o leitor tentar classificá-las, e fico tentado aa pensar em uma nova na categoria:de umada garnisé afônica, que bota pouco, ovos pequenos e tem dificuldade em cacarejarnão conseguem, sequer, articular um discurso.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias