Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Quarta 13 de Dezembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 13/12/2017
mrv

Tem gente que sofre tentando mudar o imutável

30 JUN 2015 - 08h00

Um velho sábio caminhava por um campo de neve, quando viu uma mulher chorando. "Por que choras?", perguntou ele. "Porque me lembro do passado, da minha juventude, da beleza que via no espelho, de todos bens que possuía…Deus foi extremamente cruel comigo; me deu memória. Ele sabia que eu iria sempre recordar da primavera da minha vida e chorar". Enquanto ela falava, o mestre contemplava o campo de neve com o olhar fixo em determinado ponto. À determinada altura, a mulher parou de chorar e indagou: "O que estás vendo aí?" "Um campo de rosas", disse ele e continuou: "Deus foi generoso comigo porque me deu memória. Ele sabia que no inverno eu poderia sempre recordar a primavera e sorrir". Muitas vezes, nos deparamos com situações onde a ausência de calma e paciência pode causar ou agravar problemas. Pensamentos açodados e pessimistas rondam todas as pessoas. A questão depende do valor e importância que cada um dá a essa negatividade. O ideal é se assimilar somente o que faz bem, e isso se consegue através de um processo de filtragem. A felicidade e a tristeza andam lado a lado; o que vai determinar o caminho a seguir é a maneira como se vê a realidade. O copo pode estar meio vazio ou meio cheio! Receber um "não" de parceiro pode trazer profunda tristeza ou até depressão, como também pode gerar alívio ou sentimento de libertação que permita situações futuras de real felicidade. Agora, querer mudar o imutável, simplesmente é desejar sofrer sem motivos.

Olhar para trás só vale a pena por boas recordações ou aprendizado. Viver com a cabeça no futuro não é boa opção, pois o futuro sempre é incerto. Não existe a certeza de um amanhã. Sofrer por antecipação...pior ainda. Chorar pelo leite derramado...é se debruçar no problema e não na solução. Se o passado já passou e o futuro ainda não chegou, nos resta apenas saborear o presente, o aqui e agora; da melhor maneira possível, sem frescuras, encucações e estresse.



Jorge Lordello

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias