Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 22 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/09/2020
PMMC COVID SAÚDE
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO

Tempo de calma

26 JUL 2016 - 08h00

lorena-burger-jurada-do-c-de-cronica-frrSete anos... O coração ainda dói com a saudade, o telefone não toca mais logo cedo para saber das notícias, dos sonhos e dos projetos para o dia...

A vida continua como continuou antes quando outras perdas nos atingiram, mas a sua falta é que marcou a diferença. Em outros tempos sua presença marcante, a sua perseverança, a sua forma firme e decidida nos fazia enfrentar as situações por mais difíceis que fossem...

Hoje o que resta são as lembranças, de suas palavras, de seus conselhos, das fotografias que tirava e depois curtia como se ainda estivesse passeando por aquelas paragens fotografadas.

A alegria era parte integrante de seu dia, as dificuldades eram vencidas por suas palavras de otimismo e de fé, não permitia que abaixássemos a cabeça para os problemas, nos incentivava e mostrava alternativas e saídas vitoriosas.

Sua falta em nossa vida é intensa... Ainda olho para o telefone logo cedo esperando que ele vá tocar e eu vá ouvir sua voz me dando um alegre bom dia e me enchendo de palavras otimistas que me faziam ver o dia com outros olhos, que me animava enfrentar o frio ou o calor, a dificuldade, independente do seu tamanho.

A dor não diminui, ela ameniza, abranda e em alguns dias parece que vai dilacerar nosso coração, mas buscamos força em nosso âmago e procuramos encarar a vida como nos ensinou... Um dia após o outro, enfrentando as dificuldades uma a uma, recebendo as alegrias com os braços abertos, deixando que ela invada todos os nossos poros, para animar cada gotícula do nosso sangue e assim permitir que nosso cérebro encare tudo com novo ânimo.

Saber que a caminhada não termina com a morte, afinal aqui é uma parte do percurso, uma etapa do aprendizado é sempre o que nos faz encarar tudo com outros olhos, nos faz procurar ser melhores como seres humanos, como pessoas de fé, na certeza de que esse aperfeiçoamento permitirá o nosso reencontro num tempo futuro, quando finalizarmos nossa missão por aqui.

Como mãe você se superou, nos ensinou mesmo nas maiores dificuldades, foi exemplo de honradez, de honestidade, de humanidade, de paciência, de perseverança. Nos fez percorrer os caminhos encarando as dificuldades como pequenas pedras que podiam ser retiradas com boa vontade e mostrou que o entendimento, a compreensão e a paciência nos tornariam vencedoras e assim alcançaríamos a realização de nossos sonhos.

Não é fácil seguir a vida sem você, sem seu sorriso, sem suas palavras, mas amparadas nos seus exemplos vamos prosseguindo, ensinando o que aprendemos aos nossos filhos, na certeza de que estamos contribuindo para um mundo melhor...

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias