Envie seu vídeo(11) 97569-1373
Sintonize nossa Rádio101.5 FMClique e ouça ao vivo
Sábado 25 de Novembro de 2017

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 24/11/2017
mrv

Uma questão de fé

26 ABR 2015 - 08h00

Quem tem fé dorme tranquilo; quem tem fé descansando Senhor. O mundo exterior pode estar desabando, mas aquele que confia não se deixa abalar. Isso é o que Jesus ensinou a seus discípulos. Certo dia, estavam Jesus e seus discípulos num barco, quando o tempo começou a mudar. De repente, veio uma chuva forte com trovões e relâmpagos, as águas ficaram revoltas, e a embarcação ameaçava naufragar. Existe uma pintura de Rembrandt que retrata muito bem esse momento. Os discípulos, apavorados, foram procurar o Mestre, reivindicando uma solução. Chegaram até mesmo a agir de forma inconveniente com Jesus, que dormia tranquilo: - "Mestre, você está aí dormindo, e nós estamos aqui quase morrendo. Será que não se importa conosco?" O Mestre, calmamente, olhando para eles, respondeu: - "Por que vocês estão com tanto medo?Não têm fé em Mim?" (Mateus 8:23-27) Vendo aqueles homens tão experimentados na vida, mas tão inexperientes na fé, Jesus deu fim ao problema. Levantando a mão, ordenou o fim da tempestade. E o sol voltou a brilhar!

O que você faz quando as "tempestades" vêm sobre sua vida? Fica revoltado? Deixa que o desespero norteie o seu caminho? Sente raiva de si mesmo? Ataca todo mundo? Perde horas de sono? As "tempestades" aparecem na vida da gente de forma inesperada, em local e momentos inoportunos, muitas vezes. Podem vir através de uma doença, de um problema conjugal, de dificuldades financeiras, do desemprego, da solidão, dos desencontros da vida. Você olha para o seu quadro pessoal e não enxerga uma saída. Tudo parece difícil demais e sem solução. O cansaço vai tomando conta, e as forças diminuem. Você está prestes a se entregar à derrota. Talvez você questione a Deus, achando que Ele "não está nem aí" para o seu sofrimento. Ou até tenha-se tornado cético em relação a Deus e Seu cuidado. -"Que Deus é esse, que não me ouve?" "Será que Ele sabe que eu existo?" "Será que se importa comigo?" "Por que não vem em meu socorro?" Pensamentos semelhantes passaram pela mente do rei Davi ao atravessar momentos difíceis - "Senhor, até quando Te esquecerás de mim? Para sempre? Até quando me voltarás as costas no tempo da dificuldade? Até quando as dúvidas tomarão conta de minha alma? Até quando o meu coração ficará cheio de tristeza?" (Salmo 13:1-2)    No meio da "tempestade" pensamos que Deus nos abandonou, entregues a nossa sorte. Mas não é verdade. Precisamos crer, apesar dos ventos desfavoráveis, que Deus está no controle do barco. Ele está vendo tudo e vai agir na hora certa. Se Cristo estiver em nosso "barco" tudo acabará bem!

Leia Também

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias