Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 27 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 26/09/2020
Pmmc Sarampo
ÚNICCO POÁ
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE

Você valoriza mais o que tem ou o que falta?

03 AGO 2016 - 08h00

Jorge LordelloUm professor de certo colégio particular, reconhecido pelo ensino de alta qualidade, e que cobrava mensalidades caríssimas, estava incomodado com a passividade dos alunos.

Dessa forma, resolveu cutucar os jovens e, para tanto, inicialmente, fez o seguinte comentário: "Vocês sabiam que as 85 pessoas mais ricas do mundo têm o mesmo dinheiro que as 3,5 bilhões mais pobres". O silêncio tomou conta da sala de aula.

Em seguida, o docente colocou a lata de lixo reciclável na parte da frente tablado e disse: "Vamos fazer um exercício muito simples: cada um vai fazer uma bola de papel; vocês representarão a população do país; todos terão chance se se tornar simbolicamente milionários, para tanto, basta lançar, e acertar, dos lugares onde estão sentados, as suas bolas de papel para o lixo".

Obviamente, os alunos do fundo da sala estavam em situação pior do que os da frente, e queixaram-se da injustiça.

Todos arremessaram as bolas e muitos (não todos) alunos das primeiras filas acertaram o alvo, enquanto apenas alguns da parte de trás conseguiram; exatamente como era esperado.

"Quanto mais perto você está da lixeira, melhores as suas chances; isso é privilégio. Vocês notaram como os únicos que se queixaram estavam no fundo da sala?", perguntou o professor.

"As pessoas na frente estavam menos propensas a ter consciência do seu privilégio. Elas só viam os 10 metros entre eles e seu objetivo. Vocês estão recebendo educação; seu trabalho é estar cientes de seu privilégio. Utilizem este privilégio chamado "educação" para tentar conseguir grandes coisas, mas também para defender aqueles que estão atrás de vocês", completou o mestre. Amigo leitor, muita gente tem dificuldade de enxergar e valorizar os privilégios que possuem.

Preferem concentrar energia naquilo que lhes falta. Não há nada de mal em criar metas e objetivos na vida.

Por outro lado, se você não se mostrar agradecido pelas bênçãos recebidas e repartir essa experiência, nada terá valia.

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias