Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 28 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 27/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
ÚNICCO POÁ
PMMC COVID SAÚDE
CEMEAP - SETEMBRO
Pmmc Sarampo
COLUNA

Jorge Lordello

delegado e escritor

Conheça a diferença entre os realizadores e os ‘desistidores’

02 JUN 2020 - 23h59
Acho curioso como muita gente se relaciona mal com os problemas. Tratam como se fossem verdadeiras duchas de água fria; encaram da pior forma possível e, normalmente, optam por desistir de seus projetos, metas e até relacionamentos afetivos. Conheci diversas pessoas que desistiram do sonho de passar em concurso público ao serem reprovadas na primeira ou segunda tentativa. Por outro lado, conheço servidor público que prestou 8 concursos seguidos até passar e quando foi aprovado a satisfação pela vitória foi imensa. Amigo leitor, o inteligente aprende com seus problemas, já o sábio aprende também com os problemas dos outros. Errar faz parte para aqueles comprometidos em sair da zona de conforto para atingir objetivos. E o erro traz experiências para que não tenhamos outros erros. Somente assim crescemos materialmente, afetivamente e espiritualmente. Mas não podemos cometer dois equívocos quando a dificuldade surge na nossa frente: 1) Desistir de continuar e voltar para a zona de conforto 2) Praticar o mesmo erro. A diferença entre quem desistiu e quem alcançou o objetivo, simplesmente foi a capacidade de persistir e habilidade de ultrapassar ou driblar os problemas; simples assim. Posso garantir que não existe fórmula mágica e nem o fenômeno chamado "sorte". Imagine uma pessoa que tentou montar um grande quebra cabeça. Nos primeiros minutos ficou perdida ao ver tantas "pecinhas" misturadas que, aparentemente, não faziam o menor sentido. Após completar uma hora não conseguiu juntar duas peças sequer. Com a cabeça quente, guardou tudo na caixinha. No dia seguinte não se deu por vencida e começou tudo de novo. Mais atenta e compenetrada, após 45 minutos fez as primeiras junções. Com o passar das horas, o desenho começou a ganhar forma e a brincadeira ficou mais fácil. No quarto dia o cenário estava pronto. Empolgada com o serviço realizado, buscou comprar um quebra cabeça de nível de dificuldade superior. Assim é a vida dos realizadores...
PMMC COVID SAÚDE
Pmmc Sarampo
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias