Envie seu vídeo(11) 4745-6900
terça 25 de janeiro de 2022

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 25/01/2022
COLUNA

Jorge Lordello

delegado e escritor

Final de ano sem comemoração

08 DEZ 2021 - 05h00

Uma moça trabalhava em um brechó de um hospital, como voluntária. Certo dia adentrou na loja um senhor bastante obeso e de cara a moça pensou que não tinha nada na loja na numeração dele. 
Se sentiu apreensiva e constrangida naquela situação, vendo o senhor percorrer as araras em busca de algo que a jovem sabia que ele não encontraria. 
Ficou angustiada, porque não queria que o senhor se sentisse mal pelo tamanho das peças de roupas. Foi quando o esperado aconteceu. 
O senhor se dirigiu à jovem atendente e disse tristinho: "Não tem nada grande, não é?" E a jovem, sem até aquele momento saber o que diria, simplesmente abriu os braços de uma ponta a outra e lhe respondeu: "Quem disse? Claro que tem! Olha só o tamanho desse abraço". 
E o abraçou com muito carinho. 
O senhor então se entregou àquele abraço acolhedor e deixou-se tomar pelas lágrimas exclamando: "Há quanto tempo que ninguém me dava um abraço". 
E chorando, tal qual uma criança a procura de um colo, lhe disse: "Não encontrei o que vim buscar, mas encontrei muito mais do que procurava". 
Amigo leitor, final de ano está chegando. Passamos por quase dois anos de pandemia. Não sabemos se teremos a tal quarta onda. Perdi este ano um de meus melhores amigos por causa dessa doença que nem gosto de falar o nome. 
Não posso mais abraçar o colega Edson Gianuzzi, que tive o prazer de conhecer em 1989, quando cursava a Academia de Polícia Civil/SP. Viemos juntos para Suzano e aqui ficamos. 
Por isso, este final de ano não terá o mesmo brilho para mim. 
De resto fica a lição que devemos estar mais próximos das pessoas que amamos e ofertar sempre um forte abraço, daqueles bem demorados...

 

UMC
CENTRO MEDICO INFLUENZA

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias