Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 21 de setembro de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 20/09/2020
CENTRO MÉDICO CLUBE DS - TOPO
PMMC COVID SAÚDE
CEMEAP - SETEMBRO
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

Lorena Burger de Freitas Alves dos Santos é advogada

Dia das mulheres

09 MAR 2020 - 23h59
Lindas homenagens pela passagem do dia internacional das mulheres...
Muitas receberam flores, foram levadas por sua família, pelos namorados, companheiros para almoçarem fora, em restaurantes finos ou naqueles mais simples, mas de maneira carinhosa a tiraram de casa para um passeio, uma conversa e uma reunião mais festiva.
Acredito que essas homenagens sejam validas e devam acontecer com mais frequência não somente em datas consideradas especiais, afinal todo dia é dia de comemorar alguma coisa importante que acontece em nossas vidas, mas todos, mulheres e homens que trabalham, cuidam de suas famílias com carinho e atenção, merecem sim comemoração frequente e não precisa de almoço especial ou passeios diferentes, mas a consideração e o tratamento respeitoso.
De nada adianta lindas homenagens em um só dia do ano e nos demais ter que se conviver com a violência, a falta de respeito, de dignidade dentro do lar.
O que vemos é o crescente número de casos de violência doméstica, onde homens acreditam que são proprietários de suas companheiras, de suas esposas, de suas namoradas e não parceiros de vida e que deveriam trata-las como iguais, pois, essas mulheres lutam junto com eles para que possam progredir.
Saem cedo de suas casas, enfrentam conduções lotadas, se dedicam em suas profissões, buscando ali o ganho e o respeito para auxiliarem os companheiros para que possam alcançar mais conforto no lar, mais lazer com a família e, ainda enfrentam com alegria quando chegam a suas casas após a labuta profissional o fogão no preparo de alimentos, sem se esquecer de colocar roupas para lavar, de limpar a casa, pois, ao saírem de manhã o tempo é sempre mais curto, pelos afazeres rotineiros de preparar o café e o lanche das crianças que saem para a escola.
A mulher é ensinada desde criança a cuidar de casa, aprende a cozinhar, lavar, passar e também aprende que deve trabalhar ser independente, ter uma profissão, então se prepara simultaneamente para exercer essas atividades sem muitos questionamentos.
O homem normalmente aprende algumas atividades do lar, mas não se preocupam em dar continuidade quando se iniciam em sua vida profissional, pois, na maioria dos casos, tem na mãe a cuidadora carinhosa, que se preocupa em manter a casa em ordem e ainda dar conta de cuidar de suas roupas, para que tenha somente que se preocupar com seu trabalho.
Entretanto, o que mais nos causa lástima é perceber que esses homens que recebem tanto carinho em seus lares, com os cuidados maternos e sucedidos por suas esposas, tornem-se violentos, acreditando que não bastam os cuidados que recebem, exigem uma submissão que não é mais aceita nem pela companheira, nem pela sociedade.
Homens que não conseguem entender que relacionamentos devem findar da mesma maneira como iniciaram, com diálogo e entendimento. 
Que as decisões devem ser respeitadas e aceitas.
Então é importante que se comemore as datas especiais, pois, todos gostamos desse carinho, mas é relevante que ele permaneça durante todos os outros dias do ano, mesmo que não se ofereça flores diariamente, mas se ofereça respeito e dignidade.
PMMC COVID SAÚDE
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias