Envie seu vídeo(11) 97569-1373
segunda 25 de maio de 2020

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 22/05/2020
DIARIO DE SUZANO SOLIDÁRIO
CEMEAP
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

Fim de férias

03 FEV 2020 - 23h59
As praias e as cidades do interior vão se esvaziando aos poucos e, voltando a sua rotina pacata, que se viu alterada pelo período de férias escolares de adultos e crianças, que aproveitaram o fim e início do ano para curtirem as casa dos familiares, amigos e até as de locação temporária.
As cidades ganharam vida agitada, muita gente circulando, consumindo e elevando os ganhos sempre reduzidos dessas pequenas cidades do interior ou de praia, que agora recebem de volta a tranquilidade do dia a dia e ficam à espera das próximas férias e com ela a agitação que tudo muda.
Por aqui vamos vendo gradativamente o aumento de veículos nas ruas, as lojas de material escolar muito mais movimentadas, com suas prateleiras coloridas com cadernos, mochilas e outros itens necessários aos alunos que iniciam ou retornam as atividades escolares.
O trânsito próximo às escolas também se altera nos horários de entrada e saída, muitas vezes causando transtorno pelas paradas em fila dupla e pela distração dos condutores que além de buscar alguma vaga, busca também reconhecer naquela infinidade de rostinhos ansiosos aquele que o aguarda para voltar para casa cheio de novidades.
Não são somente os alunos que retornam, com eles retornam professores e funcionários de empresas, que curtiam o período de férias com seus filhos e a cidade se enche de movimento e vida.
Crianças e jovens uniformizados alegram as ruas com seus risos livres, pois, a alegria sincera dos reencontros, das novidades mútuas os deixam leves e tranquilos, não existem problemas que os atinjam agora.
Recordamos do nosso tempo de infância e juventude, naquela época não havia carros e vans nas portas das escolas, saíamos em grupos alegres e cheios de conversa e, íamos para nossos lares nos despedindo dos colegas que ficavam em suas casas pelo caminho ou que iriam percorrer dali para frente um percurso diferente para chegar ao aconchego da família.
Em casa já éramos esperados com aquele cheiro gostoso do almoço que estava sendo servido e onde nos reuníamos com nossos pais e irmãos, o pai sempre mais sério almoçava compenetrado e com poucas palavras, saboreava a refeição e já se preparava para voltar ao trabalho, as crianças palreavam como papagaios misturando seus assuntos, onde todos queriam ter prioridade no falar... Alguns almoçavam mais rapidamente, pois, seus horários escolares se iniciavam após o almoço e findavam à tarde.
Os que já haviam cumprido a jornada escolar no período matutino sabiam de seus deveres de casa, tanto os escolares como aqueles que eram pertinentes a auxiliar nos serviços domésticos, pois, não era comum termos empregadas, então íamos colaborar com nossas mães lavando, enxugando e guardando a louça do almoço, recolhendo as roupas que ela já lavara de manhã, para logo em seguida nos dedicarmos as tarefas escolares que seriam apresentadas no dia seguinte em sala de aula.
Hoje temos aparelhos que auxiliam na limpeza da louça, muitos têm em casa o auxílio da colaboradora doméstica e alguns nem sequer se alimentam com os pais, pois, ambos trabalham e só voltam ao final do dia... Mesmo assim esse ar de volta às aulas é gratificante...
SANTA CASA SUZANO
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias
SANTA CASA SUZANO