Envie seu vídeo(11) 4745-6900
segunda 29 de novembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 28/11/2021
COLUNA

Padre Carmine

E-mail para contato: pecarmine@yahoo.com.br

Abraços e beijos aos Avós em tempos de pandemia

23 JUL 2021 - 05h00

A pandemia fechou muitos horizontes aos afetos familiares, não sendo possível se abraçar e beijar. Muitos meses foram assim e continuam ainda algumas restrições que conspiram para entristecer o estado da alma. Tempos cinzentos. Horizontes fechados.
Mas se há restrições, há também belas inspirações. Não irão faltar no domingo ou no dia 26 iniciativas e gestos de carinho para comemorar o Dia dos avós.
É justa e merecida a data 26 de julho para homenagear os Avós. A relação que surge entre os avós de ontem e de hoje e seus netos é quase sempre algo especial, cheio de afeto e compreensão. 
Grande foi a alegria de Joaquim e Ana, quando a filha deles, Maria de Nazareth concebeu e deu à luz o menino Jesus. A Igreja os escolheu como padroeiros dos avós. 
Quantas vezes Jesus terá pedido à mãe se podia dormir na casa dos avós e ao receber o consentimento, o coração do menino se enchia de felicidade, imaginando uma noite cheia de fábulas para ouvir. Também hoje as crianças ficam contentes ao passarem algumas horas na casa dos avós, numa atmosfera de liberdade, alimentada pela paciência deles, pelo afeto e pela amizade. 
Os avós são amigos, companheiros de jogos dos netos, confidentes e cúmplices, afetuosos e compreensivos, mais disponíveis a certas concessões e, acima de tudo são fonte inesgotável de sabedoria. 
Os avós são um ponto de referência essencial e indispensável para a família inteira. Infelizmente hoje as crianças passam pouco tempo com os avós, especialmente neste tempo de pandemia. 
O contato com eles, no ano passado foi quase nulo ou esporádico e com muitos cuidados e os netos acabaram por não ter muito contato com os avós. A ausência que trouxe consequências tristes para as crianças, para as famílias e para a sociedade. Os pais, apesar de estarem muito ocupados com o trabalho e a carreira, têm o dever de passar o maior tempo passível com os filhos e os avós cheios de bondade que alguns, inclusive os pais, acham exagerada, necessitam de conviver determinadas horas com os netos.
É esse o motivo que nos deve levar a dedicar redobrada atenção à figura dos avós, como fonte de amor e de vida para todos os componentes da família.
Ser avós! Momento mágico, feito de alegria, suspiros, risos, lágrimas e beijos, sobretudo quando o casal chega a comunicar aos futuros avós que lhes estarão doando um neto ou uma neta. Nesta hora, quando o filho ou a filha chega, comunicando: “Pais, vocês serão avós”, haja um evento que marque tal importante momento. Saiam para comemorar e festejar, pois o segredo da gravidez foi desvendado.
Com a chegada dos netos, passará a frágil sensação de envelhecimento, porque inicia um novo tempo e uma nova marcha, para se organizar e enfrentar novos desafios e novas emoções.

 

SECOM VOLTAS AS AULAS

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias