Envie seu vídeo(11) 4745-6900
segunda 06 de dezembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 05/12/2021
COLUNA

Padre Carmine

E-mail para contato: pecarmine@yahoo.com.br

Missa e homenagens para Dona Mounira uma mulher centenária

03 SET 2021 - 05h00

Muito me alegra falar de Dona Mounira El Khouri Bou Assi e saber que agora ela é o nosso anjo que nos protege estando com Deus na morada eterna dos justo.
Ela é o anjo dos filhos, dos netos e bisnetos.
Pela participação de muitas famílias da Colônia libanesa na Santa Missa de 7º Dia celebrada na Matriz de São Sebastião e Paroquia de São Charbel no rito Maronita e pelas homenagens a ela dirigidas no final da celebração, devemos dizer que ela mora carinhosamente no coração dos que acompanharam a sua longa existência.
Uma das suas amadas netas, a querida Yasmin, declarou na homenagem que Dona Mounira era uma mulher carismática, receptiva e acolhedora. Ela amava andar um pouco na rua, na frente de sua casa e alegrava com o seu sorriso cada pessoa que encontrava no caminho.
Gostava de conversar, de cantar, de agradar aos que a visitavam e dava tudo o que podia e o que não podia, para os agradar. Sobretudo dava o que de melhor o seu coração podia dar: o carinho e o amor.
100 anos brilhando com o seu sagrado sorriso, com a sua alegria que brotava, como declarou uma outra sua neta, a Dunia, do seu amor pela família, pela casa, , sempre bem arrumada com plantas e flores que ela mesma cultivava e cuidava.
Era feliz e amava viver para fazer felizes aos outros. Dona Mounira, declarou Dunia, era uma mulher muito à frente do seu tempo, inteligente, trabalhadora, forte e independente.
Sua voz era única, com sotaque português, por viver no Brasil, com sotaque espanhol por ter vivido muito anos no Uruguai e com sotaque árabe por ser libanesa.
Ao terminar as homenagens pensei que tudo o que podia ser dito dela foi dito.
Mas o que sobrou e que ficará para sempre com a família, com todos os seus familiares, com a Colônia libanesa e comigo é a imagem bíblica de uma mulher escolhida por Deus para ser uma faísca de Deus na terra e iluminar com a sua ternura, com o seu sorriso e com a sua mão carinhosa de anjo as noites da escuridão e cuidar os passos dos que no caminho da vida andam percorrendo estradas tortuosas e difíceis.
A vida de dona Mounira foi repleta de momentos audaciosos ao lado de seu marido, de sombras minadas de surpresas, de aventuras exuberantes. Somente na fé encontrava o verdadeiro sentido da vida. Na reza que ela fazia no Grupo do Terço São Charbel, nunca faltava e desistiu como todos os membros à causa da pandemia.
Completou a sua missão magistralmente, porque deixou uma marca bonita no coração de cada um de seus filhos,
netos e bisnetos e de todos aqueles com os quais ela conviveu.
Aos olhos dos netos e netas parecia ser uma mulher com uma vida sem fim aqui na terra, hoje ela continua a viver em outro plano e bem sabemos que ela não morreu, porque continua viva em cada um de seus familiares, e além disso, ela continua a os carregar todos em seu colo e no seu abraço amoroso e bem-aventurado. 

 

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias