Envie seu vídeo(11) 4745-6900
segunda 06 de dezembro de 2021

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 05/12/2021
COLUNA

Padre Carmine

E-mail para contato: pecarmine@yahoo.com.br

O início da Primavera

17 SET 2021 - 05h00

O dia 22 de setembro marca, este ano, o início da primavera. Termina o inverno, tempo de frio e de matraquear os dentes. Tempo em que a gente perde a vontade de se mexer, sobretudo quando o frio conspira e nos leva a mergulhar no sono e dormir com o calor dos cobertores. O inverno, porém, num país tropical pode aparecer cercado de sol, de calor, de temperaturas altas, deixando que o clima tropical avance por todo o Brasil, com queimaduras que causam estragos nas matas e nas serras. O clima seco do inverno, a falta de chuva, de umidade e muitas vezes a criminalidade que bota fogo ou bitucas de cigarro lançadas pelas janelas dos veículos são as principais causas dos incêndios neste período. Fogo para limpeza de terrenos, queima de lixo, fogueiras, queimadas para fins agrícolas não autorizadas e balões também aparecem na lista de causadores dos incêndios.
Non entanto o tempo não para, avança, corre silencioso, devora dias, meses, estações e anos, sem parar. Quando uma estação termina, inicia uma outra.
O 22 de setembro deveria iniciar com uma bela manhã de primavera, de sol, de ar puro e perfumado. Nessa estação, o clima é mais ameno, ou seja, não tão quente quanto no verão, e nem muito frio como no inverno. Essa época é muito apreciada por boa parte das pessoas, pois a natureza fica mais colorida com flores de variados tipos. Por conta disso, é um período conhecido também como "estação das flores".
Com certeza, a nova estação tem algo a transmitir ao mundo vegetal, animal e a todos os seres viventes. Isso se percebe com maior intensidade na Europa onde a primavera vem para falar sobre sua força renovadora e transformadora, deixando que a terra, as plantas e as flores recebam nova vida, novas cores e novos frutos.
Ao contrário do Brasil, na Europa no dia 21 de setembro inicia-se o outono. Caem no chão as folhas secas com uma cor quase dourada, alaranjada, caem as pétalas e as flores. Porém, a natureza não morre, apenas repousa e descansa, para voltar a reflorescer na primavera, que se inicia no dia 21 de março.
Na Europa, nos meses de setembro, outubro e novembro é outono, no Brasil temos três meses de primavera.
O outono é sem odor, sem perfume, sem explosão de vida. A primavera é doce, suave, desejada, com gosto de poesia, de tapetes floreados. A terra e as pessoas encontram mais alívio e menos fadiga, de carregar roupas pesadas nos dias de frio.
Por isso, a natureza e as pessoas acolhem a primavera com uma expressão de alegria, "Ela é sempre bem-vinda”.
Curtimos o prazer de viver esta bela estação, que ela seja de sol, de amor, de amizade e de vida. O Deus Criador estabeleceu o ritmo das estações e os benefícios que elas oferecem ao meio ambiente e aos seres vivos. O homem, porém, vem alterando o ritmo, as temperaturas e o clima, causando sérios riscos à saúde e à natureza.
Deus consagrou as estações, dando-lhes vida, cores e frutos no tempo oportuno. Cabe ao homem não infligir à criação a sentença de morte. Não podemos imaginar quanto sofre a natureza quando a destruímos, a exploramos de maneira inescrupulosa e inconsciente. Sem o devido cuidado, a natureza perde a sua beleza, turva-se, resta silenciosa e sem vida. Bem sabemos que ela é digna de amor e de respeito.

 

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias