Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/10/2019
Secom Segurança - NOVO BANNER
Villa Europa
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
CENTRO ONCOLÓGICO
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Agradecidos

26 NOV 2017 - 05h00
Será que conseguiríamos orar por cinco minutos só agradecendo a Deus pelas bênçãos recebidas?! Talvez você não esteja conseguindo enxergar motivos para agradecer. Mas, certamente, eles existem. Um amigo compartilhou conosco como começa o seu dia cheio de energia e gratidão a Deus para enfrentar o trabalho, que começa muito cedo. Ele é vendedor e passa horas nas estradas, de um lugar para outro, dirigindo, conversando com clientes. E o seu ânimo não se altera. Diante de problemas e dificuldades, a nossa disposição para enfrentá-los muda, quando manifestamos atitudes de gratidão. Tenhamos um coração agradecido. Essa prática fará grande diferença em nossas vidas. Logo ao acordar, agradeçamos a Deus por mais um dia de vida, pelo lar, pela família, pelo alimento. Agradeçamos pelo trabalho que traz suprimento para as nossas famílias. Agradeçamos por aquela refeição gostosa que é preparada todos os dias por mãos tão especiais! Agradeçamos por ter ao nosso redor pessoas com quem podemos contar. Agradeçamos, em primeiro lugar, a Deus. Mas também tenhamos palavras de agradecimento para aqueles que estão ao nosso lado na caminhada da vida. 
 
Em Lucas 17:11-19 lemos sobre a cura de dez leprosos. "Ia Jesus a caminho de Jerusalém, quando se encontrou com um grupo de leprosos, que formavam uma pequena comunidade fora da cidade. Como Jesus passasse, eles, mantendo-se a uma distância de pelo menos cem passos, gritavam: "Jesus, Mestre, tenha misericórdia de nós!" Ao que o Senhor respondeu: "Vão ao sacerdote e mostrem-lhe que vocês estão curados!" E, enquanto eles iam, a lepra desapareceu! Todos foram curados. Cada um tomou o seu rumo depois disso; apenas um deles voltou a Jesus, gritando: "Glória a Deus, eu estou curado!" E lançou-se no chão diante de Jesus, com o rosto em terra, agradecendo-Lhe a cura. Este homem era um samaritano. Ao que Jesus perguntou: "Não foram dez homens que Eu curei? Onde estão os nove? Só este estrangeiro é que volta para dar glória a Deus?" Esse fato ilustra bem a ingratidão. Falta de reconhecimento por um benefício recebido. Defeito grave, que mais grave se torna quando o objeto da ingratidão é Deus. Não é difícil olharmos a vida dos outros e pensarmos que é bem melhor do que a nossa. É o mito da grama mais verde - "a grama do vizinho é sempre mais verdade". Permitindo pensamentos e sentimentos dessa natureza, damos vazão à tristeza, decepção e murmuração. A murmuração afasta as bênçãos de Deus. Mas o contentamento, que vem pela gratidão, dá ao Senhor ocasião para nos dar porção ainda maior. Além de trazer cura sobre as nossas vidas, a gratidão tem o poder de trazer vida onde existe morte. Antes de ressuscitar Lázaro, Jesus orou agradecendo a Deus por sempre ouvir as Suas orações. Em seguida, chamou Lázaro da morte para a vida. Jesus tinha um coração sempre agradecido! 
Que saibamos reconhecer tudo quanto Deus tem feito por nós! "Permaneçam sempre em oração. Sejam sempre agradecidos, haja o que houver, porque esta é a vontade de Deus para vocês que pertencem a Cristo Jesus". (I Tessalonicenses 5:18) 
EPAMINONDAS ADVOGADOS
BANNER APS DESKTOP
Mirante dos Pássaros 14/10 a 15/11

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias