Envie seu vídeo(11) 97569-1373
sexta 18 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 17/10/2019
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
Secom Segurança - NOVO BANNER
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
Villa Europa
CENTRO ONCOLÓGICO
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Boa vontade

24 DEZ 2017 - 05h00
"Glórias a Deus nas alturas, paz na Terra,boa vontade entre os homens", foi o cântico dos anjos, por ocasião do nascimento de Jesus. (Lucas 2.13-14) O mundo precisa de "boa vontade" em todos os sentidos. Precisamos de "boa vontade" para aceitar as diferenças e para perdoar o próximo. Precisamos de boa vontade para dividir, compartilhar, ajudar. Pensemos em seres humanos, como nós, que vivem nas mais precárias condições de vida pelo mundo afora! Falta-lhes o mínimo que um ser humano precisa para ter uma vida digna - comida, água potável, habitação digna, acesso à Saúde e Educação. Ouvi,há certo tempo, um médico-missionário contar que na Somália conheceu uma mulher que andou (literalmente) anos em busca de tratamento para um câncer, chegando a um hospital (se é assim que podemos chamar), que não tinha os recursos para o tratamento. Outra, à procura de comida,precisou decidir no caminho qual dos filhos viveria, pois não aguentava mais andar pelo sol escaldante carregando todos. Mas não precisamos ir tão longe. Mesmo aqui no Brasil há famílias que moram emcubículos, às margens de córregos, cheios de lixo e roedores; há crianças brincando por vielas com uma única bola, sem espaço para correr, sem alternativas de lazer. Ficamos indignadoscom o que vemos na África, mas aqui, bem perto de nós, há tanto por fazer! 
 
Falta boa vontade no mundo. Essa faltaprovoca intolerância, brigas, conflitos, guerras, mortes, injustiças. Vivemos em um mundo dominado pelo Capitalismo. O que vale é o lucro, o dinheiro. O maior "capital"está sendo ignorado. Esse Capitalismo destrói anatureza, os seres humanos, os valores humanos. Poucos têm muito; a maioria, nem o mínimo para viver dignamente. E não fazemos todos parte da família humana? Mas quem quer dividir? O ano de 2017 foi marcado por inúmeras denúncias de corrupção. Desvio de milhões, bilhões de reais. Certamente, os envolvidos entesouraram as propinas em suas gordas contas bancárias. Muitos esbanjaram o dinheiro ilícito em futilidades. Será que por um momentopensaram naqueles brasileiros que nem têm o que comer? É de se duvidar! Quando acumulamos bens, propriedades, enquanto tantos no Brasil e no mundo nem têm onde dormir, não estamossendo mesquinhos, egoístas? Há genteem nosso mundo, cujas torneiras da mansão são de ouro; e gente que nem água potável tem para beber. Você, querido leitor, pode pensar - mas eu não vou resolver os problemas do mundo. Entretanto, podemos começar a fazer a diferença. E o que isso tem a ver com a fé? 
 
O nosso Mestre, Jesus Cristo, disse: "Não acumuleis para vós tesouros sobre a terra, onde a traça e a ferrugem corroem e onde ladrões escavam e roubam; mas ajuntai para vós outros tesouros no céu, onde traça nem ferrugem corrói, e onde ladrões não escavam, nem roubam; porque onde está o teu tesouro, aí estará também o teu coração". (Mateus 6:19-21) "Tenho compaixão desta gente, porque há três dias que permanecem comigo e não têm o que comer (...) Ordenou ao povo que se assentasse no chão. E tomando os sete pães, partiu-os, após ter dado graças, e os deu a seus discípulos, para que esses os distribuíssem, repartindo entre o povo". (Marcos 8) A Palavra fala por si mesma. Jesus é o nosso maior exemplo de generosidade, bondade, amor ao próximo. Que sejamosmais abençoadores! Que sejamos menos consumistas! Que tenhamos "boa vontade"no sentido mais espiritual e humano que isso pode significar! 
EPAMINONDAS ADVOGADOS
Mirante dos Pássaros 14/10 a 15/11
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias