Envie seu vídeo(11) 97569-1373
terça 15 de outubro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 14/10/2019
Villa Europa
CENTRO ONCOLÓGICO
CENTERPLEX 11/10 A 18/10
COLEGIO CETES 15/10 A 15/01/20
Secom Segurança
COLUNA

Sueli Barão

É evangélica, professora escreve aos domingos

Conserve a alegria

14 SET 2019 - 23h59
Normalmente, o nosso estado de espírito está condicionado às circunstâncias que estamos vivendo. Mas precisamos aprender a transcender os efeitos dos problemas em nossas vidas. O apóstolo Paulo relata em Filipenses 4:11-13 o segredo de sua alegria: "...pois aprendi a estar satisfeito com o que tenho. Sei o que é estar necessitado e sei também o que é ter mais do que o necessário. Aprendi esse segredo e, portanto, sempre e em todo lugar e em qualquer situação, eu me sinto contente, esteja alimentado ou com fome, tenha muito ou tenha pouco. Posso enfrentar qualquer coisa com a força que Cristo me dá." (SBB - Tradução na linguagem de hoje) Paulo tinha aprendido duramente, como todos nós que, mesmo quando estamos sendo provados, não nos falta o cuidado do Senhor. 
Como temos enfrentado as intempéries da vida? O apóstolo Paulo gastou sua vida falando de Jesus Cristo e fundando novas igrejas. Mas o que recebeu ele em troca? Foi colocado diante de tribunais, foi expulso de cidades, apedrejado, apanhou com varas e foi jogado na prisão várias vezes. Além disso, outros cristãos não o entenderam e se opuseram a ele. Poucos cristãos, hoje em dia, se sujeitariam a passar por tudo isso. Muitos abdicariam da fé. Paulo teve muitas razões para se tornar pessimista e depressivo. No entanto, na carta que escreveu aos Filipenses, ele revela sentimentos exatamente opostos. Na verdade, esta carta curta de Paulo é provavelmente a carta mais positiva e alegre de toda a Bíblia. E Paulo a escreveu da prisão. Os romanos podiam acorrentar o corpo de Paulo, mas não podiam acorrentar o seu espírito. 
Ao contrário do que se pensa, Jesus era uma pessoa jovial e alegre. Jesus frequentava festas porque era uma pessoa comunicativa, à qual uma boa conversa agradava. E se o convidavam insistentemente nessas ocasiões é porque ele não era um desmancha-prazeres. 
As crianças divertiam-no a valer; do contrário não se sentiriam atraídas por ele. Jesus era "legal". Divertia-se vendo e ouvindo a natureza. Era um observador das coisas, atento aos menores incidentes domésticos: se o pano era velho e o remendo novo; se o vinho novo estourava os odres velhos; se a dona de casa varria o chão, punha sal na comida, amassava farinha. Jesus cultivava os prazeres simples e puros da vida! As "tempestades da vida" não tiravam a alegria e a tranquilidade de Jesus.
A alegria nasce em nosso espírito. É mais que sentimento. É uma decisão que tomamos a cada dia. "Vou estar alegre hoje, apesar de tudo. 
Vou ter um coração agradecido. Vou ver o lado positivo das coisas. Vou pensar que Deus me dará a saída para os problemas que estou enfrentando. Vou olhar para as coisas boas que Deus tem-me dado. Vou ser um vencedor, porque Cristo me dá forças para enfrentar qualquer situação.
" Temos a promessa de que o Senhor Jesus é poderoso para nos socorrer. Ele não apenas é poderoso, mas conhece todas as nossas dificuldades e sofrimentos. Seja qual for a nossa cruz, Ele nos ajuda a carregá-la sem que percamos a alegria de viver!
EPAMINONDAS ADVOGADOS
BANNER APS DESKTOP
Mirante dos Pássaros 14/10 a 15/11

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias