Envie seu vídeo(11) 97569-1373
domingo 22 de setembro de 2019

Assine o Jornal impresso + Digital por menos de R$ 28 por mês, no plano anual.

Ler JornalAssine
Jornal Diário de Suzano - 21/09/2019
Centerplex 19 a 25/09
PMMC ENTREGAS
COLUNA

Lorena Burger

Advogada

E a tragédia se repete

28 JAN 2019 - 22h59
A visão da lama descendo pelos morros e carregando tudo que encontra pela frente é horripilante e aflitiva, nada consegue escapar desse volume imenso de água e barro que arrasta casas, carros, pessoas e animais e vai alterando a paisagem por onde passa.
Isso não é uma avalanche, um tsunami, um terremoto ou a lava de um vulcão enfurecido... 
Estamos num país onde os maiores problemas são causados por nós mesmos, pela incompetência na fiscalização, pelo péssimo hábito de não cuidar e dar atenção ao que é nosso.
Não podemos ser considerados um país sério, afinal ainda está nítida em nossa memória as imagens da outra tragédia do mesmo tipo, na mesma Minas Gerais, que acabou com uma cidade e transformou um rio num mar de lama que ceifou a vida de pessoas, animais, a mata e ainda causa danos à natureza.
Entretanto a mesma empresa está novamente por trás desse descaso que presenciamos com horror...
Novamente vemos as pessoas buscando seus familiares desaparecidos, vemos os bombeiros enlameados buscando salvar vidas que se encontram atoladas na lama que rolou morro abaixo trazendo tristeza e degradação...
Novamente vemos tudo destruído, pessoas que ficam sem suas casas e seus pertences, sem seus animais de estimação e os que produzem alimentos e o seu sustento...
Novamente vemos administradores vir a público pedir desculpas pelo ocorrido, relembrando que esse fato não poderia se repetir, mas, que de novo aconteceu... Por desleixo, por descuido, por falta de manutenção e atenção... Tudo se repete...
Se não são capazes de prevenir para que não ocorram essas tragédias que deixam marcas tão profundas, não deveriam ser autorizados a abrir novas lagoas de dejetos ou deveriam ser mais bem fiscalizados, por que já se mostraram incompetentes na própria administração, onde só o lucro deve ser contabilizado, as vidas humanas não merecem respeito.
Mais uma vez o país está de luto, a morte de funcionários dessa empresa e de moradores da cidade que ficou no caminho do lamaçal abala a todos e nos une nas orações e na tristeza que estampa o rosto daqueles que acabam de reconhecer seu ente querido que perdeu a vida de maneira tão abrupta e que nos comove profundamente.
Somos um povo amistoso e muitos já se juntaram para ajudar levando alimentos e principalmente uma palavra de conforto, um abraço que ampara e, em meio a essa tragédia acabamos esquecendo de punir os responsáveis, que mais uma vez negligenciaram em suas tarefas e agora acreditam que pedidos de desculpa e auxílio financeiro pode resolver tudo...
Outras barragens estão lá e continuam sem manutenção, tornando possível que a tragédia se repita e atinja novamente a população e os funcionários...
O que se espera é que não haja conivência de quem tem que fiscalizar que sejam aplicadas multas e que não mais se autorizem a criação de novas barragens, sob nenhum pretexto, para que não ocorram novas tragédias que transformam nosso país num mar de lama, degradando o ambiente, que levará anos para se recuperar...
Para aqueles que perderam seus entes queridos, não há dinheiro que devolva a alegria ou o prazer da convivência com os que partiram.
PMMC ENTREGAS
BANNER APS DESKTOP

Últimas Notícias

Ver Últimas Notícias